- Publicidade -
14 C
Balneário Camboriú

Atletismo de Balneário Camboriú prepara-se para disputas nacionais, internacionais e Jogos Olímpicos

O técnico de atletismo da equipe de rendimento da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC), Diogo Gamboa, disse que 2021 será um ano importante e intenso.

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Balneário Camboriú tem cinco pré-convocados para a Olimpíada, em julho, em Tóquio e prepara-se para várias competições nacionais e internacionais, entre elas, a Copa Brasil de Marcha Atlética, o Panamericano Sub 20, o Mundial Sub 20, o Sulamericano Sub20 e Sub23, o Panamericano Sub 23, o Panamericano de Marcha Atlética e o Mundial de revezamento, sem falar nas competições estaduais.

Diogo que encontra-se em Curitiba, acompanhando o tratamento de sua filha Clara, disse que a temporada inicia no dia 6 de março e antecipou ao Página3 sobre os preparativos para esse ano.

Foco: seleções brasileiras

- Publicidade -

“Este ano será muito importante para nós do atletismo, porque teremos várias competições de seleção brasileira com grandes possibilidades de atletas nossos em diversas categorias. Será um ano cheio que 2020 acabou causando, muita competição transferida, vai acumular, vai ser um calendário meio maluco, mas estamos trabalhando muito para isso há alguns meses, mal terminou a temporada, já embalamos com propósito de integrar o maior número possível de seleções brasileiras este ano”. 

Os pré-convocados olímpicos

Em dezembro de 2019, a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) divulgou quatro atletas e o técnico Diogo Gamboa na lista de pré-convocados para Olimpíada. São eles: Thiago do Rosário André (800m e 1500m); Moacir Zimmermann (20km marcha atlética); Anny Caroline de Bassi (revezamento 4x400m) e Douglas Mendes (revezamento 4x400m).

“Entre nossos pré-convocados temos o grande destaque, Thiago do Rosário, que passou temporada ano passado na Europa, treinado pelo técnico polonês Tomasz Lewandowski. Quando está no Brasil ele alterna período de treinamento em Balneário Camboriú e em Campinas. É o atleta com maior possibilidade representando Balneário Camboriú de estar nos Jogos Olímpicos. Neste ano que passou ele foi campeão brasileiro nos 800m e 1500m, é o melhor atleta da América do Sul. Acho que é um nome muito próximo de estar na Olimpíada. Temos o experiente Moacir Zimmermann, que vem buscando espaço e com possibilidade de estar nesse time olímpico; temos as nossas grandes esperanças, pratas da casa, Anny Caroline de Bassi e Douglas Mendes buscando chance nos revezamentos olímpicos”.

Pratas da casa

“Estamos trabalhando intensamente para tentar consolidar principalmente Anny e Douglas, que são atletas diretamente ligados a cidade, criados aqui, estamos dando uma atenção especial a eles, que estão buscando esse sonho olímpico”.

O sonho da pista

- Publicidade -

“Estamos trabalhando arduamente para potencializar nossos fenômenos das pistas, temos vários nas categorias Sub 20, Sub 23. Estamos trabalhando no Estádio das Nações, que está passando por melhorias. Continuamos o sonho da nossa pista, mas gostaria de mencionar o Dedei Mafra, diretor da Fundação que abraçou a causa do atletismo, ele assumiu um problema do passado e está fazendo o possível para melhorar. 

A gente precisa de uma estrutura, porque hoje Balneário é uma das referências nacionais no atletismo. Entendemos que tudo leva tempo, exige investimentos, mas acho que o município, não só o atletismo, merece uma pista sintética para toda comunidade ter uma praça esportiva de alto nível”.

Temporada 2021

“Vamos iniciar a temporada dia 6 de março com a Copa Brasil de Marcha Atlética, seletiva para o Campeonato Pan-Americano de Marcha e temos destaques, entre eles, o nosso atleta do Nova Esperança, Heron Miranda que foi campeão brasileiro Sub18, esse ano estreia na categoria Sub 20, com grandes chances de classificar para o Campeonato Pan-americano, Lilian Bittencourt também preparando forte, Moacir Zimmermann, Luis Felipe dos Santos, que competiu ano passado por Balneário, eu já vinha orientando ele há algum tempo, ele conseguiu medalhas nos 35km do Troféu Brasil, portanto iremos com um time muito forte para a Copa Brasil de Marcha”.

Convocação olímpica

O prazo para relação completa dos convocados pela CBAt termina um mês antes da Olimpíada. São duas formas de classificar para Olimpíada: ou por índice estipulado pela World Athletic ou pela tabela do World Ranking. Os treinadores são convocados depois do fechamento da lista de atletas, porque eles são convocados de acordo com o número de atletas que classificou”.  

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,752FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,506SeguidoresSeguir
12,000InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -