- Publicidade -
11 C
Balneário Camboriú

Cavalieri pega pênalti, mas Atlético-MG vence Botafogo e se isola na liderança

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

O Atlético Mineiro disparou na liderança do Campeonato Brasileiro ao derrotar o Botafogo por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no estádio do Mineirão, pela 23ª rodada, em jogo com homenagens para Diego Maradona. O time mineiro colocou o rosto do craque argentino no calção e estampou o nome do ídolo na camisa do argentino Zaracho, que atuou com a 10.

Com o resultado, o Atlético alcançou os 42 pontos, na liderança isolada. O Flamengo, em segundo, tem 39. O Botafogo conheceu a quarta derrota consecutiva, estacionou nos 20 pontos e ocupa a penúltima colocação, dentro da zona de rebaixamento.

- Publicidade -

O primeiro tempo foi de um time só. O Botafogo teve apenas uma finalização durante os 45 minutos iniciais, com Pedro Raul, sem muito perigo. A derrota parcial por 1 a 0 acabou ficando de bom tamanho pelo desempenho ruim da equipe no Mineirão, sorte que o desfalcado Atlético não estava em dia inspirado.

Com jogadores e membros da comissão técnica com covid-19, o Atlético entrou em campo com o que tinha de melhor disponível. A equipe não fez uma partida espetacular, mas acabou fazendo o necessário para largar na frente. Aos 16, Keno recebeu pela direita e cruzou com efeito para Savarino, que subiu em dividida e conseguiu mandar para o fundo nas redes.

O panorama do segundo tempo mudou. Os times se abriram em busca do gol. Aos quatro minutos, Savarino colocou a bola na cabeça de Eduardo Sasha, que testou firme para ampliar o marcado. O Botafogo diminuiu aos sete. Na cobrança de escanteio e Marcinho, Marcelo Benevenuto subiu sozinho para fazer 2 a 1.

O Botafogo equilibrou as ações, mas continuou sem ser agressivo. O Atlético, por outro lado, teve grande chance de definir o duelo. Aos 31 minutos, Keno foi derrubado por Marcinho, dentro da área, pênalti. O próprio atacante foi para a cobrança e parou na defesa de Diego Cavalieri.

- Publicidade -

Nos minutos finais, o Atlético recuou e conteve o ímpeto do Botafogo, que não encontrou forças para evitar nova derrota no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 2 x 1 BOTAFOGO

ATLÉTICO-MG – Rafael; Bueno, Igor Rabello e Júnior Alonso; Zaracho (Talison), Calebe (Wesley), Hyoran e Nathan (Marrony); Savarino, Eduardo Sasha (Gustavo Henrique) e Keno. Técnico: Leandro Zago (auxiliar)

BOTAFOGO – Diego Cavalieri; Kevin (Honda), Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luis; Rafael Forster (Eber Bessa), Rentería (Kalou), Caio Alexandre e Marcinho; Warley (Rhuan) e Pedro Raul (Matheus Nascimento). Técnico: Emiliano Díaz (auxiliar).

GOLS – Savarino, aos 16 minutos do primeiro tempo. Eduardo Sasha, aos 4, e Marcelo Benevenuto, aos 7 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Júnior Alonso e Savarino (Atlético-MG); Kanu, Kevin, Marcinho e Victor Luis (Botafogo).

ÁRBITRO – Savio Pereira Sampaio (DF).

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

- Publicidade -

Jornal Página 3 nas redes

39,752FãsCurtir
18,100SeguidoresSeguir
6,497SeguidoresSeguir
12,000InscritosInscrever
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -