- Publicidade -
16.7 C
Balneário Camboriú

Chile cancela Pan-Americano de Atletismo Sub-20

Balneário Camboriú tinha técnico e dois atletas convocados

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A Federação Atlética do Chile decidiu adiar o Campeonato Pan-Americano Sub-20, que seria realizado em Concepción, no próximo final de semana, ainda em consequência da pandemia.Mas pretende realizar o evento entre abril e maio de 2022, como preparatório para o Campeonato Mundial Sub-20, previsto para o período de 2 a 7 de agosto, em Cáli, na Colômbia.

Heron na marcha atlética (Divulgação)

Motivos

Na decisão, a Federação Atlética do Chile argumentou dificuldade de reunir todos os países neste momento, por causa da recente reabertura do Chile após a pandemia da COVID-19, e muitas companhias de aviação ainda não retomaram os voos para Santiago. Além disso, a exigência das autoridades sanitárias do país de que apenas atletas vacinados pudessem competir. E em muitos países da região, a prioridade da vacinação ainda é para idosos.

Balneário na seleção brasileira

Diante do adiamento, a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), desconvocou os 34 atletas (14 no feminino e 20 no masculino) e a equipe técnica que viajaria nesta semana.

Balneário Camboriú estava representada na seleção brasileira pelo técnico Diogo Gamboa e pelos atletas Victor Carpeggiani (1500m rasos) e Heron Miranda (marcha atlética).

- Publicidade -

O técnico Diogo Gamboa disse que recebeu a notícia com muita tristeza.

“Tanto o Victor como o Heron estavam muito bem preparados, fazendo seus melhores resultados, portanto com boas condições. É uma pena. É a segunda vez que acontece em nossa equipe. No ano passado era o último ano do Douglas Mendes no Sub-20 e teve o adiamento do Mundial para esse ano, ou seja, tirou ele da competição”, disse o treinador da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC).

Contudo, o técnico disse que o ponto positivo é que tanto Victor como Heron são muito novos e ano que vem continuam nesta categoria e poderão participar do campeonato.

- Publicidade -

“Não podemos perder o foco, vamos pensar que não deu esse ano e ano que vem as possibilidades até aumentam. É chato, mas já absorvemos e bola pra frente, para que ano que vem não seja uma participação no Pan-Americano, mas uma grande possibilidade de voltar com medalhas de lá”, disse o técnico.

Sul-Americano

Terminou neste domingo (17), no Equador o Campeonato Sul-Americano Sub-23 e o Brasil confirmou a hegemonia, vencendo a competição com 25 ouros, 18 pratas e 13 bronzes. Foi campeão geral com 517 pontos (276 no masculino e 241 no feminino). O Equador ficou em segundo lugar com 228 pontos (128 no mascuino e 100 no feminino) e em terceiro a Colômbia, com 223 pontos (103 no masculino e 120 no feminino). 

Balneário Camboriú fez parte da seleção brasileira com os atletas Douglas Mendes e Carlos Lusian. 

Douglas conquistou duas medalhas douradas: 400m rasos, sua primeira medalha individual no Sul-Americano e no revezamento 4x400m, onde garantiu a sua segunda medalha sul-americana por equipe,  com o tempo de 3:08.78.

Lusian competiu no salto com vara e melhorou sua marca que era 4,60m para 4,70m. e apesar do excelente desempenho, ficou na nona colocação.

A fisioterapeuta Sheyla Oechsler, da FMEBC, integrou a seleção brasileira no Sul-Americano.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -