- Publicidade -
- Publicidade -
13.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Dois atletas de Balneário Camboriú na seleção brasileira que disputará os Jogos Pan-Americanos no Chile

Os velocistas Anny Caroline de Bassi e Douglas Hernandes Mendes embarcando para o ‘sonho’ de todo atleta

Anny Caroline de Bassi, 26, e Douglas Hernandez Mendes, 22, atletas do Instituto Atletismo Balneário Camboriú (IABC) e da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC) estão bem perto de realizar um grande sonho: disputar os Jogos Pan-Americanos, em novembro, no Chile. 

A velocista Anny viaja segunda-feira (16) para Bragança Paulista, para integrar a equipe brasileira do revezamento 4x100m, que treinará até o próximo dia 26. Anny retorna a Balneário Camboriú e embarca para o Chile no dia 30. A prova do revezamento é no dia 2 de novembro.

Douglas foi convocado para disputar duas provas: revezamento 4x400m misto, no próximo dia 30 e revezamento 4×400 masculino, no dia 4 de novembro. O atleta viaja no próximo dia 27 para o Santiago do Chile. 

- Publicidade -

O técnico dos dois atletas, Diogo Gamboa, disse que o atletismo de Balneário Camboriú vive um momento histórico.

“Continuamos fazendo história no esporte do município e de toda região, com dois atletas do nosso quadro formados e criados em Balneário Camboriú, participando desse evento grandioso, que acontece de 4 em 4 anos e que antecede a Olimpíada”, disse.

Diogo afirmou que a convocação dos dois velocistas chegou depois de uma temporada vitoriosa, com mais competições realizadas do que em anos anteriores.

“Foi uma temporada muito intensa no aspecto físico e emocional para todos os atletas e para nós da comissão técnica. Por isso nesse momento procurei dar uma oxigenada, descansamos duas semanas, fizemos treinos de preparação geral, para acalmar cabeça, o físico e agora voltamos estimulando a parte física e específica das provas deles, para chegarem na melhor condição possível nestes Jogos Pan-Americanos”, segue o treinador.

Feliz demais com a convocação dos seus atletas, Diogo diz que o objetivo é chegar lá e ter formado da melhor maneira possível, para fazer jus à convocação e fazer o máximo para contribuir que o Brasil volte de lá com excelentes conquistas.

‘Olhar de campeão’ 

Divulgação/IABC

Douglas é um multicampeão que construiu uma carreira vitoriosa em apenas seis anos de prática. Sua especialidade é 400m rasos, prova que rendeu muitos pódios e o conduziu para as provas de revezamento, onde vem se revelando com grande destaque. 

Depois de frequentar todos os pódios municipais, regionais e estaduais, ele foi campeão brasileiro Sub-18, Sub-20, ano passado, campeão brasileiro adulto, esse ano vice-campeão sul-americano no revezamento 4x400m, figura entre os melhores do ranking nacional.

Douglas iniciou sua carreira em 2017, quando se apresentou no Estádio do Bairro das Nações, pedindo espaço para treinar atletismo. O primeiro contato foi com a treinadora Daiana Gamboa, que logo foi avisando seu marido, o técnico Diogo Gamboa, sobre um ‘menino extremamente talentoso’ que chegou para praticar atletismo.

“E quando eu conheci ele, logo depois, foi aquele negócio…amor à primeira vista, foi uma grata surpresa pelo talento e na hora vi que o olhar dele é um olhar de campeão. Então estamos treinando juntos desde 2017 e a dedicação é impressionante. Ele vem fazendo uma carreira meteórica, em tão pouco tempo, ele tem apenas 22 anos, e vai encerrar esse ano já faltando apenas Jogos Olímpicos em sua carreira, fora isso ele disputou tudo. É um talento super especial e um garoto incansável, ele tem sede de vitória, trabalha por isso, tenho muito orgulho dele e acredito que vamos vencer muitas competições juntos ainda”, enfatizou Diogo.

‘Colecionadora de vitórias’

Divulgação/IABC

Com 11 anos, quando Anny Caroline de Bassi iniciou sua carreira nas pistas de atletismo, não imaginava que ‘tudo’ aconteceria tão rapidamente. 

- Publicidade -

Logo se destacou em provas de velocidade (100m e 200m rasos) e depois de ganhar provas municipais, regionais, tornou-se recordista dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), campeã catarinense adulto e Sub-23 nas duas provas; campeã sul-americana em 2019, no Peru, ano passado comemorou o título de tricampeã brasileira universitária nos 100m rasos (representando a Univali) e foi eleita ‘Melhor atleta universitária 2022’. 

Em agosto disputou o Mundial Universitário na China e chegou à final das quatro provas que competiu e conquistou medalha de prata no revezamento 4x400m. 

“Foi a maior conquista do esporte na minha vida”, declarou.

Na volta ao Brasil, Anny disse ao Página 3 que o foco maior seria a realização de um sonho que todo atleta alimenta: a convocação para disputar os Jogos Pan-Americanos no final do ano e treinar muito forte para ser convocada para os Jogos Olímpicos em 2024.

O técnico Diogo Gamboa disse que o sonho começa a se realizar e estar na disputa do Pan-Americano é meio caminho andado para alcançar o sonho maior de todos: a Olimpíada 2024.

“Anny é nascida, criada e revelada por Balneário Camboriú, diretamente ligada ao meu trabalho desde 2016. Ela iniciou nas escolinhas, graças ao professor Júlio César que começou os trabalhos com ela. Em 2016 eu e a Daia começamos o trabalho com ela, que está cada vez mais galgando sonhos e conquistando resultados maiores, que agora culminaram com esta convocação para coroar essa carreira e esse ano maravilhoso de conquistas que ela obteve. Como treinador só posso agradecer a Deus, ao município que me deu essa possibilidade de trabalhar estes atletas e aqui poder criar minha família em um lugar tão especial. Me sinto realizado, feliz, sabendo que estou no melhor lugar e treinando os melhores atletas que eu gostaria de treinar”, concluiu Diogo.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -