- Publicidade -
- Publicidade -
18.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Figue Diel, de Balneário Camboriú, conquista o ouro em competição de parasurf no Havaí

O surfista de Balneário, Elias ‘Figue’ Diel, conquistou medalha de ouro, no Hawaii Adaptive Surfing Championships, no pico de Queen’s Beach, em Waikiki, berço do surfe a nível global, no sábado (11). Figue foi campeão na categoria ‘deficientes visuais totais’, junto com Bruno Barbieri, que o acompanha na água.

A primeira bateria aconteceu na sexta-feira (10), uma disputa entre os surfistas cegos Figue Diel (Brasil), Joshua Loya (Estados Unidos) e Aitor Francesena (Espanha).

- Publicidade -

O atleta brasileiro levou as duas melhores pontuações, somando 12.13 pontos contra os 1 de Joshua e 7.83 de Aitor.

Figue subiu ao pódio após a disputa no sábado (11), na etapa inaugural do ‘território sagrado’ do surfe e soma pontos no Circuito Mundial de Parasurf Profissional, quando alcançou a primeira colocação com 11.8 pontos, superior aos 1.27 do surfista espanhol e aos 4.8 do estadunidense.

O surfista é de Balneário, mas atualmente mora na Praia Brava de Itajaí, e é o atual campeão mundial de parasurf na mesma categoria.

Ele conta que o evento teve a ‘energia’ de um dos lugares ‘mais épicos’ da história do surfe e da cultura de praia: Waikiki, na costa Sul da ilha de Oahu. As ondas lentas, longas, a água cristalina e o cenário verde exuberante deram o tom nos quatro dias de competição.

- Publicidade -

“Foram dias desafiadores e muito alegres no Havaí. É uma onda diferente do nosso habitual. Surfar em um pico fora de casa nos exige ainda mais atenção e foco nas nossas ações. A atitude é a mesma: cumprir o papel com responsabilidade, honestidade e alegria. Afinal, curtir a vida é o nosso propósito”, comenta.

A competição

Esta foi a etapa inaugural do Circuito Mundial de Parasurf Profissional, que classificará os atletas para o Campeonato Mundial. Os resultados das próximas etapas podem garantir a vaga do brasileiro em mais uma edição do evento internacional, previsto para dezembro de 2022, na Califórnia (EUA).
No ano passado, Figue se consagrou campeão mundial de parasurf, depois de conquistar três vezes o vice-campeonato nos anos anteriores..

- Publicidade -

O surfista perdeu a visão aos 16 anos em um acidente de carro. Os machucados nos olhos causados pelos fragmentos do vidro do parabrisa levaram à cegueira total.

A participação da equipe neste campeonato recebeu apoio por meio de parcerias com marcas da região: Santacosta, Portonave, Lora Surfboards, Ashvatta Yoga, Oceanic Aquarium, Rockfeller Balneário Camboriú, Nutricionista Mariá Barboza, Nutri Point BC e Sintonia Pharma.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: