- Publicidade -
- Publicidade -
17.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Pauta sobre esportes em Balneário Camboriú discutida no Legislativo foi positiva

A convite dos vereadores Juliana e Meirinho, chefe dos esportes municipais falou sobre vários assuntos

A vereadora Juliana Pavan disse que a presença do superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC), Osmar de Miranda, na Câmara Municipal, na terça-feira (4), foi positiva para responder a questionamentos referentes à cessão de uso do terreno do Bairro dos Municípios para a CBF ali construir um centro esportivo. 

“Mas também foi importante para esclarecer outras dúvidas que colocamos, como o retorno do projeto ‘Virando o Jogo’, que a prefeitura implantou ano passado nas escolas e parou. Estamos sendo questionados por moradores dos bairros. Ele disse que aos poucos estão trazendo novamente este projeto para as escolas e que quatro ou cinco escolas já estão recebendo o projeto, mas que irão ampliar para as outras também”, disse Juliana.

Ela também questionou sobre a contratação dos servidores temporários que encerram suas atividades na temporada e só retornam em março.

- Publicidade -

“Por que não realizam em janeiro essa contratação, porque no período de férias é essencial para as escolinhas sociais estarem ativas e os treinadores dos atletas estarem trabalhando para dar suporte”, sugeriu a vereadora.

Desde que o CIEP da Vila Real foi fechado por problemas estruturais, o ginásio de esportes também ficou inativo. A vereadora sugere que ele seja reaberto para treinos e competições.

“O ginásio não tem problema de amianto, no início do ano sugerimos à Secretaria da Educação oferecer este ginásio para FMEBC,  para implantar ali o esporte comunitário para aquela região. O superintendente gostou da ideia e vai levar o assunto para a Secretaria da Educação”, disse Juliana.

Cinco meses depois

O vereador André Meirinho convidou o superintendente da Fundação de Esportes em maio deste ano, para explicar na Tribuna Livre, o não pagamento imediato da Bolsa Atleta aos atletas beneficiados pelo Edital 002/2022. Na ocasião justificou dizendo que isso deveria ocorrer somente após a conclusão do Edital 004/2022. 

“Na verdade a resposta foi intempestiva, porque se passaram cinco do envio do requerimento e depois que passaram a cumprir os pagamentos…no entanto, deixamos registrado que os pagamentos precisam ser feitos regularmente, ao menos uns 10 meses por ano. Não pode ficar para o segundo semestre”, disse o vereador.

Contudo, ele considerou positiva a presença de Miranda no Legislativo, porque foram debatidos vários assuntos relacionados ao esporte.

“Entre eles, a concessão do campo do município que sugerimos em reunião ainda na outra semana, que seja feita na parceria para construção ou transferência da sede da FMEBC no local e que teve apoio de muitos vereadores”, colocou Meirinho.


Para receber notícias do Página 3 por whatsapp, acesse este link, clique aqui




- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -