- Publicidade -
- Publicidade -
22.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Sabalenka derrota Rybakina, conquista Aberto da Austrália e vence 1º Grand Slam

Em uma final bastante disputada, a belarussa Aryna Sabalenka derrotou a casaque Elena Rybakina por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 4/6, 6/3 e 6/4 e conquistou o título do Aberto da Austrália feminino em 2h25min de confronto. O triunfo marcou a sua primeira conquista de um torneio de Grand Slam na carreira.

Atual número cinco do mundo, ela confirma o seu bom momento na carreira. Antes da final deste sábado, tinha caído nas semifinais de Wimbledon e depois, na mesma fase, eliminada no Aberto dos Estados Unidos. O resultado mostra uma pequena hegemonia, já que Sabalenka venceu todos os quatro duelos que fez contra Rybakina no circuito.

Também campeã de um WTA 500 em Adelaide há três semanas, ela só perdeu um set na temporada, justamente o primeiro deste sábado. Ela chega ao seu 12º título no calendário da WTA e voltará à vice-liderança do ranking.

- Publicidade -

Atual campeã de Wimbledon, Elena Rybakina acabou não resistindo à regularidade de Sabalenka e perdeu a chance de colocar no currículo mais um torneio de grande expressão.

No primeiro set, o saque fez a diferença para Rybakina, que perdeu apenas seis pontos em seus games de serviço. Sabalenka se saiu bem no game de abertura e confirmou o serviço com dois aces Veio então a primeira quebra da partida, em game que a belorussa tinha 40-0.

Bastou que alguns primeiros serviços não entrassem em quadra para que a casaque passasse a mandar nos pontos desde as devoluções. Aproveitando as oscilações da rival com seu primeiro serviço, a casaque tornou-se a primeira jogadora na temporada a tirar um set de Sabalenka ao fechar a parcial em 6/4.

No segundo set, a belorussa reagiu e conseguiu se impor diante do estilo mais agressivo de sua rival. Com maior volume de jogo, comandou as ações de desestabilizou Rybakina. O resultado dessa supremacia se espelhou no placar, quando Sabalenka abriu 4 a 1.

A parcial teve dois games muito disputados que foram decididos no break point. Porém Sabalenka usou a experiência para controlar a ansiedade, segurou a tentativa de reação da adversária e empatou a partida ao fechar o marcador em 6/3.

O set decisivo seguiu o ritmo dos dois anteriores. Com as atletas no limite e muitos erros não forçados, a igualdade foi se mantendo. O que chamou a atenção nesta terceira parcial foi a eficiência dos saques mesmo com o desgaste das tenistas. Em uma disputa equilibrada, a primeira quebra de serviço aconteceu no sétimo game, quando Sabalenka quebrou o serviço de Rybakina.

Num momento decisivo do jogo, a belorussa mostrou frieza para administrar o jogo da rival casaque. Em mais um game que foi definido no break point, ela confirmou o seu serviço com um belo ace (seu 16º no duelo) fez 5 a 3 e ficou a um game do título.

- Publicidade -

Concentrada, Rybakina confirmou o seu serviço. Com a chance de definir o set e o título Sabalenka mostrou frieza e personalidade ao confirmar o ponto da conquista escapando de um break point com saque aberto e precisou de quatro match points para obter o maior triunfo da carreira.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -