- Publicidade -
- Publicidade -
17 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

São Paulo flerta com vexame em casa, mas vence Sport nos pênaltis e avança

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O São Paulo sofreu dentro de um Morumbi com quase 50 mil pessoas e perdeu para o Sport por 3 a 1 -de virada e com gol pernambucano no último minuto-, mas usou os pênaltis para evitar o vexame e avançar às quartas de final da Copa do Brasil graças à vantagem de dois gols construída no jogo de ida.

Com o resultado, o técnico Dorival Júnior perdeu a invencibilidade de 11 partidas que tinha desde que sucedeu Rogério Ceni no comando do clube paulista.

Os times voltam a jogar neste domingo (4). O São Paulo vai a Porto Alegre encarar o Grêmio pelo Campeonato Brasileiro, enquanto o Sport, pela Série B, mede forças com o Londrina no Paraná.

- Publicidade -

O JOGO

Os mandantes controlaram o adversário durante quase todo o 1° tempo e inauguraram o marcador com Michel Araújo, mas bobearam e cederam o empate ao Sport pouco antes do intervalo.

Na metade final, os visitantes exploraram a bola alta, viraram o jogo rapidamente e levaram a disputa para os pênaltis no último minuto com Sabino, autor dos últimos dois gols do confronto.

GOLS E DESTAQUES

Início morno. Atuando com o regulamento debaixo do braço, os donos da casa não aceleraram o ritmo de imediato e optaram por neutralizar ataques do Sport. O único lance perigoso da partida antes dos 15 minutos saiu com Caio Paulista, que obrigou Renan a trabalhar após passe de Michel Araújo.

Renan salva o Sport duas vezes. O São Paulo entrou no jogo aos poucos e conseguiu levar, de fato, perigo ao gol adversário. Alisson, em cabeceio aos 17 minutos, e Calleri, em chute de esquerda aos 22, pararam em Renan, que fez dois milagres e evitou o pior para a equipe pernambucana.

Golaço de Michel Araújo. O gol que abriu o placar saiu pouco tempo depois. Em linda trama pela direita, Michel Araújo recebeu de Luciano, deixou Rafael Thyere no chão em um drible desconcertante já dentro da área e deslocou o goleiro rival, que desta vez não conseguiu defender: 1 a 0.

- Publicidade -

Sport acorda e empata. A desvantagem obrigou o time visitante a atacar o São Paulo de qualquer maneira em busca da sobrevivência na Copa do Brasil… e foi na bola parada que o Sport empatou: após a zaga paulista afastar um escanteio, Felipinho bateu forte de primeira e viu Rafael espalmar. O zagueiro Alisson Cassiano fez as vezes de centroavante, empurrou para o gol e deixou tudo igual antes do intervalo: 1 a 1.

Virada em nova bola parada. O Sport voltou para o 2° tempo elétrico e, aos seis minutos, conseguiu virar – de novo na bola parada. Em escanteio cobrado por Jorginho, o zagueiro Sabino se antecipou, desviou e deu nova esperança ao torcedor da equipe de Enderson Moreira: 2 a 1.

Nervosismo no Morumbi. Ainda em vantagem no placar agregado, o São Paulo passou a errar passes na tentativa de esfriar a reação pernambucana. Diante da tensão, Dorival fez três trocas de uma vez – em uma delas, colocou o zagueiro Arboleda, que voltou após duas semanas, em campo.

Pressão aérea de um lado, cadência do outro. Desesperado por mais um gol para levar a disputa pela vaga nas quartas aos pênaltis, o Sport usou e abusou das jogadas pelo alto e viu o adversário diminuir completamente o ritmo ofensivo.

Sabino, herói, faz no último minuto. O Sport repetiu a fórmula dos dois primeiros gols e conseguiu igualar a disputa com Sabino já no último minuto do duelo. Mais uma vez após cobrança de escanteio, o zagueiro, de cabeça, desviou a bola para as redes de Rafael, silenciou o Morumbi e levou o confronto para os pênaltis: 3 a 1.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1×3 SPORT

SÃO PAULO: Rafael; Rafinha, Diego Costa (Arboleda), Beraldo e Caio Paulista; Pablo Maia, Gabriel Neves (Wellington Rato), Michel Araújo (David) e Alisson (Jhegson Méndez); Luciano (Marcos Paulo) e Calleri. T.: Dorival Júnior

SPORT: Renan; Eduardo (Kayke), Rafael Thyere, Sabino, Alisson Cassiano (Edinho) e Felipinho; Ronaldo (João Igor), Fábio Matheus e Jorginho (Gabriel Santos); Luciano Juba e Fabrício Daniel. T.: Enderson Moreira

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)

Juiz: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Assistentes: Luanderson Lima dos Santos (BA) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)

VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

Cartões amarelos: Gabriel Santos (SPT)

Público: 49.752

Renda: R$ 2.494.311,00

Gols: Michel Araújo (SAO), aos 26 min do 1° tempo; Alisson Cassiano (SPT), aos 44 min do 1° tempo; Sabino (SPT), aos 6 min do 2° tempo e aos 49 min do 2° tempo

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -