- Publicidade -
- Publicidade -
29 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Seleção feminina de futebol vence a Alemanha em último teste antes de convocação para Copa

Em um amistoso que selou a preparação da seleção brasileira feminina nesta terça-feira, em Nuremberg, a equipe comandada pela técnica Pia Sundhage surpreendeu a Alemanha e venceu as anfitriãs por 2 a 1, com autoridade. Os dois gols da vitória saíram ainda no primeiro tempo do confronto, enquanto as alemãs marcaram nos acréscimos do segundo tempo.

O Brasil, que vinha de um empate com a Inglaterra por 1 a 1, em Wembley, voltou a apresentar um futebol convincente e apresentou uma boa variação de jogadas e também um eficiente sistema de marcação.

Como este foi o último amistoso antes da disputa da Copa do Mundo, a prioridade agora é aproveitar o período que antecede o torneio internacional para ajustar a equipe e melhorar o entrosamento a fim de chegar à competição como real candidata ao título.

- Publicidade -

O Brasil está no Grupo F do Mundial e vai enfrentar a França, a Jamaica e o Panamá. A estreia acontece diante das panamenhas no dia 24 de julho. Cinco dias depois, as comandadas de Pia Sundhage enfrentam as francesas. O confronto que encerra a primeira fase do torneio acontece no dia 2 de agosto contra a seleção jamaicana.

No jogo, a seleção brasileira apresentou um bom volume ofensivo e não demorou para balançar a rede. Aos 11 minutos, Rafaelle fez um lançamento explorando a velocidade de Gabi Nunes, que entrou na área e dividiu a bola com a goleira Ann-Katrin Berger. A sobra ficou para a lateral esquerda Tamires completar o lance de pé direito: 1 a 0.

O Brasil seguiu jogando com personalidade e não se intimidou por estar atuando na casa da do adversário. Alemanha só conseguiu ameaçar forçando os cruzamentos. Bem postada, a defesa brasileira levou a melhor nas bolas aéreas e ofuscou o ímpeto rival. Com uma rápida transição da defesa para o ataque, o time brasileiro ampliou a vantagem aos 37 minutos. Em um escanteio pelo lado esquerdo, Ari Borges fez a cobrança fechada, a defesa não cortou, e a bola entrou direto no gol: 2 a 0.

No segundo tempo, com a Alemanha preocupada em tirar a desvantagem, o Brasil mostrou força no seu setor defensivo e dificultou a criação das jogadas de ataque da Alemanha a partir do meio-campo.

Pia ainda aproveitou a etapa final para dar chance a outras atletas. Gabi Portilho, que substituiu Ary Borges, e Aline Gomes, de 17 anos, que fez a sua estreia na seleção, mantiveram o bom nível ofensivo brasileiro.

No final, porém, o jogo ficou tenso com a pressão da Alemanha. Aos 43 minutos, Schüller tentou dar uma cavadinha e Letícia fez a defesa. Nos acréscimos, porém, o gol acabou saindo. Schüller aproveitou defesa parcial da goleira brasileira e fez o gol da Alemanha já no finalzinho da partida.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -