- Publicidade -
- Publicidade -
16.7 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

AMA Litoral de Balneário Camboriú inaugura sede própria no Dia do Orgulho Autista

A Associação de Pais e Amigos do Autista SC (AMA Litoral), fundada em Balneário Camboriú em 2007, inaugura sua sede própria nesta terça-feira (18), Dia Mundial do Orgulho Autista. A solenidade com a presença de autoridades e convidados está programada para às 15h30.

A nova sede foi construída em um terreno que a instituição de caráter beneficente, sem fins lucrativos, que atende pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) recebeu em comodato da prefeitura há 11 anos, na Rua Alameda Delfim de Pádua Peixoto, 440, Bairro dos Municípios, junto ao Parque Ecológico. 

Cátia (Divulgação)

Cátia Purnhagen Franzoi, fundadora, presidente e hoje coordenadora administrativa da instituição, disse que a sede própria é um sonho que começou junto com a Associação, há 17 anos. Tudo começou quando recebeu o diagnóstico do seu filho primogênito, então com 7 anos. Dali em diante, Cátia reuniu outras mães e decidiram fundar a Associação, que teve sua primeira sede em uma casa emprestada pelo dono, no Bairro Nova Esperança. Depois a sede foi para uma casa alugada na Rua 2080 e dali para a Rua São Paulo, onde está e onde continuará atendendo, apesar da sede nova.

“É a realização de um sonho meu e de toda equipe a inauguração de nossa sede, um sonho que se torna ainda mais especial por se concretizar no Dia Mundial do Orgulho Autista, porque essa data é muito importante para nós, orgulho pelos pacientes, pelas pessoas que não escolhem essa condição de ter o autismo, mas sim pelas capacidades que eles trazem para a sociedade. Essa data é uma ocasião para celebrar as conquistas, falar sobre inclusão, aceitação, promover a compreensão, então é um dia de dupla comemoração”, disse Cátia.

- Publicidade -

O investimento na obra, incluindo construção do imóvel e equipamentos, foi de aproximadamente R$ 2,4 milhões.

Ampliando atendimentos 

A sede nova inicia atendimentos na segunda-feira (24) para os pacientes que frequentam a Rua São Paulo. Os atendimentos clínicos abertos ao público começarão na quarta-feira (26).

Atualmente a instituição atende 104 crianças, adolescentes e alguns adultos e suas famílias que agora receberão atendimento na sede nova. 

Cátia disse que a sede da Rua São Paulo seguirá funcionando, porque é mantida com recursos do Estado, através da Fundação Catarinense de Educação Especial e lá poderão ser atendidos mais 62 pacientes.

Ampliando a equipe

Cátia explicou que para atender mais pessoas e reduzir a fila de espera que sempre é muito grande, terão que ser ampliados os convênios, para contratar mais profissionais.

“Se conseguirmos mais cinco profissionais da área de saúde, fonoaudiólogos, psicólogos, terapeuta ocupacional, musicoterapeuta,  conseguiríamos atender no mínimo mais 50 crianças e adolescentes”, disse Cátia.

Casa Verde, novo desafio

O Centro de Avaliação e Estimulação Precoce, a Casa Verde, na Avenida Alvim Bauer, é o próximo grande desafio da AMA Litoral.

“Estamos felizes, porque ele também vai se concretizar. Nos próximos dias receberemos o recurso da primeira emenda, R$ 200 mil através do deputado Júlio Garcia e outros R$ 200 mil, através do deputado Napoleão e com esses recursos será executada a primeira parte da Casa Verde”, comemora Cátia.

Outros recursos são aguardados para a etapa seguinte e neste momento, a instituição já está captando verbas para a terceira parte da obra.

“Precisamos muito da nossa comunidade, setor público, setor privado, pessoas físicas, para então fazermos a terceira parte, que vai ser a colocação de janelas, portas, acabamentos e os materiais para executar nossas atividades lá dentro. Com esta parceria é que conseguiremos minimizar a fila de espera”, assegurou. 

- Publicidade -

Ela acrescentou que já tem uma equipe preparada para essa avaliação, inclusive uma médica neuropediatra para avaliar as pessoas que chegarão ao Centro.

Momento de agradecimento

“Por viver o autismo diariamente dentro do meu lar, sei o quanto essas pessoas, essas famílias anseiam por esse atendimento, é por isso que estamos aqui, sempre tentando buscar o melhor, estamos felizes por esse momento que se traduz em uma frase: sozinhos somos fracos, juntos somos fortes pela causa que abraçamos e principalmente por este momento que esperamos há tantos anos ter chegado”, disse Cátia.


Para receber notícias do Página 3 por whatsapp, acesse este link, clique aqui




- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -