- Publicidade -
- Publicidade -
13.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Balneário Camboriú possui Associação de Hip Hop: movimento vem crescendo na cidade

O movimento do hip hop vem ganhando cada vez mais força em Balneário Camboriú, e para buscar uma representatividade maior junto ao governo municipal e Câmara de Vereadores, representantes estão montando uma associação.

Um dos envolvidos com o movimento é Ehiron Pereira, mais conhecido como Dente MC. Ele conta que o movimento hip hop tem uma relação muito forte com a cidade, pois já é, em sua opinião, ‘um patrimônio cultural imaterial’ de Balneário, vindo desde meados de 89 até os dias atuais.

“No decorrer dos anos passamos por muitas dificuldades entre preconceitos e discriminação pela sociedade e até mesmo pelo poder público, mas hoje posso afirmar que o movimento se solidificou, tanto que é impossível dizer um número específico de quantos artistas atuantes temos na cidade, pois tem crescido muito”, diz.

- Publicidade -

Crescimento nos últimos 10 anos

Dente pontua que Balneário, por ser uma cidade turística, tem muito apreço pela arte, e ele destaca o graffiti, que inclusive faz parte da cultura do hip hop. 

“O graffiti como elemento cultural também se denomina educativo, pois têm vários artistas fazendo palestras e interagindo em escolas e eventos educacionais. O movimento do hip-hop tem crescido nos últimos 10 anos em Balneário, a Batalha da Tamandaré em 2022 fez sete anos e já passamos das 100 edições. Conseguimos entrar em espaços como o Music Park BC, abrindo grandes shows de renomados artistas do rap nacional com uma lotação de 4.500 pessoas, sendo um grande difusor das batalhas de rimas no estado de Santa Catarina, sendo a Batalha da Tamandaré referência no estado e no Brasil”, acrescenta. 

Associação vem para somar

Sobre a implantação da associação, o artista conta que vem da necessidade de terem representatividade tanto no Legislativo quanto no Executivo, buscando subsídio para realizarem as atividades. 

“Nosso foco como arte educadora que é o hip-hop é entrar nas escolas e eventos para fazermos oficinas de break (dança), graffiti (artes visuais) e o rap, que é a junção do DJ e do MC, levando a música aos ambientes escolares e também pontos culturais. Temos a diretoria da associação determinada em cada elemento um diretor de cada área, temos o presidente e o vice, o secretariado e o conselho fiscal na associação, sendo assim temos o movimento hip-hop organizado como sociedade civil e atuante para trazermos mais visibilidade e recursos para os produtores culturais do hip-hop, fomentando cada vez mais a área e fazendo com que a economia dentro do hip-hop como empreendedorismo cultural fazendo com que os artistas tenham como sobreviver apenas de sua arte”, completa.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -