- Publicidade -
- Publicidade -
18.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Casa de Acolhimento da Associação Madre Teresa completa três anos com mais de 43 mil atendimentos

Um sonho que se tornou realidade e passou a ser o alento para milhares de pessoas que convivem com o tratamento de câncer. 

A Casa de Acolhimento da Associação Madre Teresa surgiu como uma necessidade e hoje se tornou referência, com mais de 43 mil pessoas atendidas. 

A criação se deu porque muitos pacientes que precisavam do transporte das prefeituras ficavam esperando horas na rua, em frente à antiga estrutura da Unacon do Hospital Marieta, aguardando o retorno para suas cidades.

(Divulgação/Associação Madre Teresa)

“Era triste ver muitos pacientes nessa situação, alguns bem debilitados e sem condições de estarem nas ruas, muitas vezes sem nem ter acesso a um copo de água”, relembra o presidente da AMT, Maurício José Gom.

- Publicidade -

O desejo era montar um espaço para receber esses pacientes e o universo conspirou a favor! A casa bem em frente à Unidade de Alta Complexidade em Oncologia vagou e a instituição foi atrás de alugar. Deu certo. Três anos depois, a Casa de Acolhimento é amplamente reconhecida por quem necessita deste amparo totalmente gratuito.

A estrutura montada tem banheiros, recepção, ar-condicionado, televisão, internet wifi, lanche e ali também que ficam o Banco de Perucas e Lenços e o Banco de Sutiãs. Também é onde podem ser retiradas as peças do Banco Ortopédico, itens como cadeiras de roda, muletas e andadores que são emprestados à comunidade. 

O acervo hoje tem mais de 300 peças.

(Divulgação/Associação Madre Teresa)

Uma das pacientes que utiliza o serviço é Marisa L. de Souza Castro. Atendida na Unacon, ela diz que ali tem tudo o que precisa para passar as horas de espera até o retorno para casa. 

“Fui recebida como se estivesse na casa de amigos. Encontramos tudo o que precisamos, tudo conforme o organismo precisa. Tudo fresco e feito com amor”. 

Ela pondera que o ciclo de tratamento é difícil, mas sabendo do suporte, fica mais fácil superar cada uma das etapas. 

“Passamos a valorizar ainda mais o que vivemos. Com o apoio, sabemos que é muito mais fácil conseguir a cura”, acentua.

Números atualizados da Casa de Acolhimento – até 31/12/2023

  • Números totais: 43.416

Atendimentos por cidades – até 31/12/2023

  • Balneário Camboriú – 6.242
  • Balneário Piçarras – 5.235
  • Bombinhas – 2.275
  • Camboriú – 5.522
  • Ilhota – 745
  • Itajaí – 4.479
  • Itapema – 5.565
  • Luiz Alves – 974
  • Navegantes – 2.901
  • Penha – 3.707
  • Porto Belo – 2.995
  • Os outros atendimentos se dividem entre outras cidades.

Horário de atendimento

  • De segunda a quinta-feira: das 8h às 12h e das 13h às 18h
  • Sexta-feira: das 8h às 12h e das 13h às 17h

Associação Madre Teresa

  • Administração: Av. Cel. Marcos Konder, 1111 – Centro, Itajaí 
  • Casa de Acolhimento: Rua: Aderbal Ramos da Silva, 94, Centro, Itajaí

Texto: Oficina das Palavras


Para receber notícias do Página 3 por whatsapp, acesse este link, clique aqui




- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -