- Publicidade -
21 C
Balneário Camboriú

Conheça as propostas das chapas que concorrem à Associação de Moradores do Bairro das Nações

A eleição acontece no próximo dia 21; há cinco outras associações que estão com edital aberto até dia 17

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A cada quatro anos, ocorrem as eleições para eleger as associações de moradores dos bairros de Balneário Camboriú, sob responsabilidade da União das Associações dos Moradores de Balneário Camboriú (Unibac). 

Atualmente são 18 na cidade, sendo que 11 já elegeram seus novos representantes, ocorrendo disputa no Bairro dos Pioneiros e as demais chapa única, sendo declaradas vencedoras por “aclamação”. Agora, está em campanha o Bairro das Nações, onde duas chapas disputarão no próximo dia 21.

Eleição é dia 21, saiba como votar

A eleição do Bairro das Nações acontece no domingo (21), das 8h às 17h, no Centro Educacional Municipal (CEM) Presidente Médici, na Rua Paraguai. 

Para votar, é preciso ser morador do bairro – basta levar comprovante de residência em seu nome (dos 16 aos 18 anos será aceito comprovante no nome dos pais, mas maiores de 18 anos terão que comprovar residência em seu próprio nome) e documento com foto. Só poderão votar residentes do bairro, comerciantes/empresários que não moram no Bairro das Nações não poderão votar.

Propostas

Chapa 1 – Nações para o Futuro

Fabaum e família, moradores da Rua Índia (Arquivo Pessoal)
- Publicidade -

Fábio Gonçalves Espada Medina, conhecido como Fabaum, é morador da Rua Índia, motoboy e candidato à presidência pela Chapa 1 

(Arquivo Pessoal)

“Nós não temos apoio político, somos um grupo de moradores que se uniu. Eu fui escolhido para representar como presidente.. 

Sou motoboy, na nossa chapa há a Dona Vera, que é dona de casa e já foi presidente da associação, a Dona Salete, que tem 70 anos e também já participou de gestão, além de empresários do bairro. 

- Publicidade -

Há também funcionários públicos (cargo comissionado, como uma das integrantes), um morador, Luciano Cândido, que já foi também candidato a vereador, mas ele foi o único que se posicionou que na próxima eleição será candidato. 

A maioria de nossos participantes têm comércio e são moradores do bairro. 

Nós não temos estrutura política por trás, a chapa 2 é sucessão da atual gestão. 

O que nos motivou a tentar é a inércia, vimos que foi pouco feito ou nada nessa última gestão. 

Queremos fazer algo diferente pelo bairro. Foram quatro anos, e poderiam ter feito mudanças, buscando representatividade perante todos. Alguns projetos poderiam ter sido realizados, queremos deixar algo para a próxima gestão, desenvolver um trabalho para que quando a gente passe o bastão possa haver continuidade”.

  • Área social – “Um de nossos carros-chefes, na área social, é o ‘Nações para o futuro’, um projeto voltado para a comunidade que queremos fazer três vezes por ano – com corte de cabelo, assistência jurídica, consultas médicas, odontológicas, terapia e com veterinários, tudo com profissionais voluntários, e também terá recreação infantil. Será tipo um ‘Dia D’, e nosso objetivo é fazer em um colégio ou ginásio de esportes. Queremos fazer também uma horta comunitária – em duas estufas para que a própria comunidade possa cuidar e ter acesso – algo que os moradores desejam muito e nunca foi pra frente. Já temos uma construtora que apoiaria, dando aporte financeiro, bastaria ter terreno com apoio da prefeitura (já temos 2 terrenos em mente).
  • Festa das Nações – “Queremos retomar a famosa festa, que trazia o público para o bairro. Tinha comida de tudo quanto é canto do mundo. Nosso bairro se chama Nações, e o que queremos? Fomentar o comércio, que nosso bairro e comércios se tornem conhecidos.. que não tenhamos somente como conhecidas as avenidas Atlântica, Brasil e Gastronômica, mas que a Palestina também seja uma referência. Queremos parceria com a Secretaria de Turismo e Fundação Cultural. Pode ser uma festa de 4, 5 dias, que pode trazer 40, 50 mil pessoas para o bairro. Sempre é sucesso festa assim”.
  • Segurança – “Estamos antenados nos problemas que ocorrem em nossa região, sabemos o que estão acontecendo, como a questão de aumento dos andarilhos – temos que conversar com as forças de segurança para que mantenham rodízio principalmente no período da noite, para que coíbam os moradores de rua de ficarem em pontos do bairro, mantendo o policiamento frequente. Sabemos que resolver o problema pode ser complicado, mas é possível amenizar. Outra visão que temos é a possibilidade de fazer um contato com os comércios sobre o horário de funcionamento. Não fazemos nenhuma ‘proposta ao vento’. Queremos falar do porque se chegou nesse ponto. Dentro disso, temos o projeto Cidadão do futuro – onde poderemos fazer palestras nos colégios, um de nossos membros, Everton Junior, estudou a área da segurança. Na Chapa 1, nós somos o complemento um do outro, cada um atuando na sua área. Sobre violência doméstica (o bairro tem, segundo a PM, o maior número de denúncias de casos – ultrapassando o centro) queremos ter uma ligação muito grande com a PM e Guarda Municipal. Na caminhada temos que ouvir a população e entender quais são as maiores necessidades, que podem mudar na prática”.

Chapa 2 – Bairro das Nações acima de tudo!

Sara e parte da equipe (Divulgação)

Sara Roberta Soares, é moradora da Rua Jordânia, Agente Comunitária de Saúde (ACS) da UBS Nações e é assessora do vereador Eduardo Zanatta; ela foi secretária da atual gestão da associação de moradores do bairro e é agora candidata à presidência 

(Arquivo Pessoal)

“A nossa chapa não tem nada a ver com a atual gestão, a única coincidência é que tem eu e o Seu Luiz, que éramos da atual gestão, mas os outros componentes nunca participaram. 

Entre nossos membros temos desde idosa até jovens, de 18 aos 80 anos, tem PCD, gordos, é uma chapa plural. Há comerciantes, funcionários públicos, aposentados, estudantes, pessoas que nasceram no bairro e outras que se mudaram depois. 

Nós estamos propondo 11 melhorias para o bairro; não usamos o termo ‘propostas’ porque é de cunho político, e não é esse o nosso objetivo. Estamos pensando no bem-estar dos moradores, desse bairro tão querido onde nasci. O Bairro das Nações já melhorou muito, mas podemos melhorar mais – e como se melhora? A comunidade abraçar a causa e lutar junto. Criticar não resolve – temos que nos juntar e fazer”.

  • Associação móvel – “Já que a nossa associação não tem um ponto fixo, queremos levá-la para perto dos moradores – estando presencialmente em locais como avenidas Martin Luther e Do Estado, ruas diversas, como Paquistão e Porto Rico, indo escutar as demandas da comunidade diretamente”.
  • Programa ‘Regularizar para ficar’ – “No bairro temos algumas áreas de invasão, principalmente no pé do morro. Queremos ajudar os moradores a encaminharem suas documentações para que consigam resolver essas pendências”.
  • Esporte – “Queremos fazer uma pista de skate – onde há um campo de futebol, na Rua Libéria. Do lado, tem um espaço que dá para usar. Queremos conversar com o prefeito Fabrício Oliveira, porque normalmente o problema da prefeitura é ter um lugar para construir, e já tendo é possível realizar. Queremos que a associação fique responsável pelo local e também queremos fazer nele um dog park, para que a comunidade use bastante esse espaço. Assim também tiramos as crianças da rua, tendo um lugar seguro para brincarem”.
  • Segurança – “Sobre os andarilhos, a proposta de acabar não existe e sim o que podemos fazer é controlar, não deixar que aumente o número. Queremos fazer cadastro dos que vivem aqui, ajudar, disponibilizar cursos profissionalizantes (já tem voluntários que querem ajudar), dar comida, dar suporte, oportunidades – que é o que podemos fazer. Sabemos que alguns não vão embora e não tem como forçar. Temos apoio da PM, Guarda, Resgate Social. E sobre violência doméstica – vamos levantar a bandeira junto com a PM para mobilizar as mulheres a denunciarem, fazendo cursos, palestras, empoderando-a. Nosso mandato vai buscar fazer a diferença. Queremos ampliar também a Rede de Vizinhos, que já existe, mas o povo ainda precisa aderir mais”.
  • Saúde – “Queremos a reforma e ampliação do posto de saúde do bairro, que não comporta mais a demanda. Precisamos realmente de melhorias, ampliação, contratação de mais médicos, enfermeiras e ACS. O pessoal do bairro precisa. Já sobre a UPA Nações, que foi a realização de um sonho antigo, uma das demandas que a própria diretora comentou muito conosco é a de um laboratório, porque hoje os exames que são feitos são levados para o Hospital Ruth Cardoso – e com isso um atendimento que demoraria 40min demora muito mais porque demanda esperar o resultado vir para a UPA. Sabemos que demanda verba, e por isso vamos recorrer aos vereadores, buscando melhorias para o bairro”.
  • Educação – “Vamos defender muito o grêmio estudantil nas escolas – tem uma jovem na chapa, a Raíssa, que tem 18 anos. Precisamos mexer, falar sobre nas escolas, incentivando que participem e discutam a realidade e o futuro”.
  • Drenagem pluvial – “Queremos tentar trazer para o bairro bocas de lobo ‘inteligentes’ (uma caixa coletora instalada no interior dos bueiros, que age como uma peneira, permitindo a passagem da água, mas retendo o material sólido)”.
  • Capela mortuária – “Esse é um pedido antigo dos moradores. Já temos até o local onde poderíamos construir – seria ao lado do ginásio, na Rua Madagascar. Seria possível também fazer convênio – por exemplo, velar ali e cremar no Vaticano”.

Outras cinco farão eleição em dezembro

Ivo Reis, Valdir de Andrade e presidente Naifer (Divulgação)

O presidente da Unibac, Naifer Neri, explica que cada diretoria de associação dos moradores é composta por 12 membros: Presidente, Vice-presidente, 1º tesoureiro, 2º tesoureiro, 1º secretário, 2º secretário, 3 conselheiros fiscais e 3 suplentes. 

Ele conta que 11 associações já elegeram seus novos representantes, sendo que cinco delas foram empossadas em 14 de outubro, em cerimônia ocorrida na Câmara de Vereadores. 

“Após as eleições de todas as associações de moradores, será realizado evento de posse (único) das 13 associações de moradores restantes, em 2021!”, conta.

Associações empossadas em outubro

As empossadas em outubro na Cãmara (Divulgação/CVBC)

1 – Bairro Ariribá – Presidente: Veridiane Barbosa da Silva / Chapa única

2 – Bairro Iate Clube – Presidente: Analice Santos de Miranda / Chapa única

3 – Bairro Praia dos Amores – Presidente: Valdir de Andrade / Chapa única

4 – Bairro dos Municípios – Presidente: João Vitor Colsani / Chapa única

5 – Bairro Pioneiros – Presidente: César Rafael Sedrez Gonzaga / Eleições em 22/08/2021

Associações aguardando a posse 

6 – Região da Quarta Avenida – Presidente: Daniane Denize Hannibal; / Chapa única

7 – Centro – Presidente: Ricardo Nogueira da Rocha Fragoso / Chapa única

8 – Barra Sul – Presidente: Aristides dos Santos / Chapa única

9 – Bairro Vila Real – Presidente: Jocarha Markel Hannibal / Chapa única

10 – Taquaras – Presidente: Jair Euflorzino / Chapa única

11 – Estaleiro – Presidente: Laurindo Pedro Ramos Filho / Chapa única

Associações deserta (abrirá novo prazo)

12 – Bairro dos Estados

Associação em campanha

13 – Bairro das Nações – Eleições em 21/11/2021 (Domingo)

Chapas registradas: 2

  • Chapa 1 Nações para o Futuro

Presidente: Fábio Gonçalves Espada Medina

  • Chapa 2 – Bairro das Nações acima de tudo!

Presidente: Sara Roberta Soares 

Associações com eleições em dezembro

Cinco associações escolherão seus representantes no dia 12 de dezembro. O prazo para entrega de documentos é dia 17 deste mês.

14 – Bairro da Barra

15 – Bairro Nova Esperança

16 – Bairro São Judas Tadeu

17 – Estaleirinho

18 – Bairro Jardim Bandeirantes


- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -