- Publicidade -
28 C
Balneário Camboriú

Em sérias dificuldades escola de cães-guia Helen Keller realiza reunião nesta quinta-feira

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A escola de cães-guia Helen Keller, realizará reunião do seu conselho diretivo, na tarde desta quinta-feira, 25, às 18h30, para debater formas de sair da severa crise em que se encontra e pode levar à falência a entidade que atua há 13 anos em Balneário Camboriú.

A reunião, segundo um grupo é aberta e outro afirma que ela será fechada.

Nos últimos dias, o corpo técnico da escola foi na maior parte demitido ou se demitiu, a área administrativa também sofreu baixas, há salários atrasados e críticas generalizadas à maneira supostamente abusiva e desrespeitosa com que prepostos do presidente, o empresário Emílio Dalçóquio, tratam os colaboradores.

Um membro do conselho da escola disse ao Página 3 que não existem abusos e que um grupo quer tomar a escola de assalto, destituindo a diretoria que se comporta corretamente.

- Publicidade -

Aparentemente o problema da Helen Keller, uma entidade construída com o esforço da comunidade, é falta de dinheiro e politicagem.

Pessoas ligadas à escola disseram ao Página 3 que as doações totalizam R$ 8 mil por mês e as despesas rondam os R$ 80 mil.

Na área da politicagem, segundo informado ao Página 3 por diferentes fintes, há um grupo disposto a assumir e patrocinar a escola, desde que o presidente Emílio Dalçóquio renuncie, juntamente com sua diretoria.

- Publicidade -

Na reunião desta quinta-feira, socializadores de cães-guia e outras pessoas ligadas afetivamente à escola pretendem comparecer para tentar colocar as coisas em pratos limpos.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -