- Publicidade -
- Publicidade -
22.5 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Escola de Cães-Guias Helen Keller em campanha por voluntários socializadores

A Escola de Cães-Guias Helen Keller, localizada no Bairro dos Municípios, está em campanha por voluntários socializadores para a ninhada L, com oito filhotes, que nasceram no dia 3 de março.

A presidente da HKeller, Elis Busanello disse que toda vez que nasce uma nova ninhada de cães é uma alegria muito grande. 

“É outro ciclo que começa, e que vai durar mais de dois anos de trabalho e dedicação, para que os cães sejam graduados e se tornem cães-guias de pessoas cegas ou com baixa visão”, disse Elis.

Ela contou que desde que a Escola HKeller se recuperou das dificuldades vividas até 2021, cada ação tem o objetivo de renovar a esperança de quem espera por um cão-guia. 

“E este trabalho é colaborativo, entre a equipe técnica, os voluntários socializadores e os apoiadores. Estamos buscando voluntários socializadores, para serem as pessoas que “vão apresentar o mundo ao futuro cão-guia”. É um trabalho muito importante, na fase de crescimento do filhote, onde ele receberá carinho, companhia e oportunidades, de conviver em sociedade, sendo exposto às oportunidades, que no futuro poderão ser experenciadas pelo tutor ou tutora com deficiência visual”, detalhou Elis.

- Publicidade -

Socializadores

Os voluntários socializadores precisam ser maiores de 18 anos, e a residência (apto ou casa) precisa oferecer condições de segurança. O cão viverá dentro da casa com os seus cuidadores.

“É importante termos muitos candidatos à socialização, porque eles serão entrevistados para vermos as condições para este voluntariado, que incluem o tempo disponível para a dedicação ao cão, levando-o a todas as rotinas, convivendo com ele dentro da residência, para acompanhar as orientações da Escola HKeller e as condições de segurança, da casa ou apartamento”, segue a presidente da escola.

O período de socialização tem duração de 15 a 18 meses, e os socializadores contam com as orientações e suporte da equipe HKeller. 

Os custos são de responsabilidade da instituição, como vacinas, ração, consultas, exames, medicamentos, equipamentos e banhos realizados na escola HKeller.

“Os socializadores precisam ser pessoas com disposição e com tempo para a dedicação neste período tão valioso para o desenvolvimento do cão de serviço. De forma gradual e positiva, eles vão oferecer ao cão, experiências novas, lugares, meios de transporte e, principalmente, precisam levar o cão nas suas rotinas diárias”, informou Elis, acrescentando que o acesso do cão em socialização aos ambientes públicos é garantido pela Lei 11.126/2005 e Decreto 5.904/2006.

Mais de 60 cães-guia já entregues

A presidente Elis (Divulgação/HKeller)

A Escola HKeller entregou gratuitamente para a sociedade, mais de 60 cães-guias, diretamente, ou através dos parceiros que receberam os conhecimentos que a instituições trouxe para o Brasil, de forma pioneira e de destacada qualidade, tornando-se a única certificada internacionalmente pela IGDF. 

Além dos cães-guias, a Escola HKeller também entrega gratuitamente cães para outras contribuições sociais, como os que atuam em hospitais na ala pediátrica oncológica, em instituições como AMA, APAE e AAPD, lares de idosos, creches e escolas, somando mais de 20 cães atuando em suporte individual e coletivo, todos sem custo algum para quem recebe o benefício, sejam os cegos ou outros PCDs. 

Inclusão Social

“A Equipe HKeller faz um apelo às pessoas que podem assumir esta importante e nobre tarefa de socializar um cão, pois contribuir para a inclusão social traz significado e propósito à vida. Vale lembrar, que os cães-guias HKeller tem reconhecimento nacional e quem socializa, faz parte da realização de um grande sonho, de quem precisa deles para ter autonomia, segurança, mobilidade e liberdade”, concluiu Elis.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -