- Publicidade -
- Publicidade -
18.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Guaíba chega a 5 metros e atinge o maior nível de sua história

O nível do Guaíba, em Porto Alegre, ultrapassou 5 metros de altura, conforme a Defesa Civil local. A marca ultrapassa o recorde da maior cheia que havia sido registrada no município, em 1941, quando o lago subiu 4,76 metros. Como resultado, centenas de famílias precisaram sair de casa e resgates seguem sendo realizados nas regiões das ilhas e do quarto distrito.

Às 22h40 de sexta-feira (3), a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) somava 71 pontos de bloqueios em vias da capital gaúcha. Segundo autoridades, este número deve aumentar, já que o nível do lago deve continuar subindo nas próximas horas.

Também na sexta, a empresa Fraport, que administra o Aeroporto Salgado Filho, anunciou que as operações de pouso e decolagem estão suspensas por tempo indeterminado. A decisão foi tomada para garantir a segurança de funcionários e passageiros, já que a região está na área de alerta para inundação.

- Publicidade -

O governador Eduardo Leite (PSDB) alertou a população sobre a previsão dos próximos momentos na capital. “Esqueçam tudo que vocês já viram de pior acontecendo em termos de alagamentos e de enchentes. Aqui na região metropolitana vai ser muito pior”, afirmou.

Agravando a situação, a chuva também voltou a ser registrada nesta noite. O alerta da Defesa Civil é para chuva e vento pontualmente fortes, com descargas elétricas e granizo, válido até às 10h deste sábado.

Região Metropolitana também sofre

Os municípios da região metropolitana de Porto Alegre também estão sendo afetados pela enchente. Em Canoas, a prefeitura orientou que os moradores dos bairros Harmonia, Cinco Colônias, Mathias Velho, Central Park e Fátima deixem suas residências e procurem abrigos. Na madrugada deste sábado (4), o pedido nas redes sociais era por barcos e voluntários para auxiliar nos resgates em áreas mais atingidas.

O secretário de Obras de Canoas, Guido Bamberg, declarou nas redes sociais que teme que as contenções não sejam suficientes para evitar que as águas subam ainda mais. “As consequências, infelizmente, podem ser catastróficas”, destacou.

Em São Leopoldo, a última medição realizada às 3h50min deste sábado marcava a elevação de 8,04 metros do Rio dos Sinos. A captação e tratamento de água estão suspensos no município por tempo indeterminado. Três pontes estão bloqueadas, restando apenas uma travessia sob o rio.

Já, em Eldorado do Sul, a prefeitura informa que todos os bairros foram atingidos pela alta do rio Jacuí, a cidade está praticamente submersa. Em vídeo divulgado nas redes sociais, o coordenador da Defesa Civil do município, João Ferreira, fez um apelo.

- Publicidade -

“Venho pedir ajuda, [fazer] um pedido de socorro para Eldorado do Sul. Por favor, precisamos de barcos a motor, de botes a motor, de ajuda. Para que possamos retirar as pessoas que estão ilhadas, que estão em cima dos telhados”, disse Ferreira.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -