- Publicidade -
- Publicidade -
16.7 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Junho Violeta: Abraço ao Idoso, programa pioneiro em Balneário Camboriú, realizou ações de prevenção

Dedicado a maiores de 60 residentes no município, o programa já efetuou 744 atendimentos neste ano

A campanha Junho Violeta, lançada pelo Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC), por meio da Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa (SNDPI) quer alertar a sociedade brasileira sobre a conscientização a todas as formas de violência contra a pessoa idosa. 

O Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, 15 de junho, data instituída pela Organização das Nações Unidas, em 2011, foi tema de dois encontros, promovidos pela Secretaria da Pessoa Idosa (SPI), de Balneário Camboriú.

A secretária da pasta, Adriana Silva, lembrou que Balneário Camboriú tem uma preocupação constante com esta questão, tanto que em 2017, implantou o Programa Abraço ao Idoso, pioneiro, que deu tão certo que vários outros ‘Abraços’ foram criados na sequência.

“De abril de 2017 a maio de 2024, o Abraço ao Idoso fez 15.322 atendimentos, sendo que a maior demanda está no Centro da cidade. Somente neste ano foram 744 atendimentos realizados. Os tipos de violências que predominam são a negligência e o abandono”, comentou Adriana.

- Publicidade -

Ela acrescentou que o programa possui uma equipe técnica para atender situações emergenciais de violência (física, psicológica, financeira/patrimonial, negligência, abandono, entre outras).

A equipe multidisciplinar é formada por Coordenadora, Assistentes Sociais, Psicólogas, Assistente Administrativo e Motoristas. 

“Após procedimentos necessários para análise de cada demanda, são realizados os encaminhamentos para a rede socioassistencial, conforme avaliação e responsabilidade do profissional que realizou o encaminhamento”, explicou Adriana.

Além das pessoas idosas que procuram atendimento, a comunidade pode acionar o Programa e solicitar atendimento para pessoas idosas que estejam em situação de risco e/ou violência. O Programa também pode ser acionado pela rede socioassistencial, via encaminhamento ou contato telefônico.

Palestras informativas sobre os cuidados e a prevenção (Divulgação/SPI)

Segundo a secretária, as ações do Programa estão voltadas a evitar o acolhimento institucional das pessoas idosas. No entanto, em casos de abandono ou de violência extrema, em que a manutenção da pessoa idosa onde ela está ofereça risco a sua saúde e integridade, a mesma será acolhida no Lar Vicente de Paula, onde existem duas vagas temporárias destinadas a acolhimento emergencial ou nas instituições credenciadas.

Atendimentos

Os atendimentos acontecem 24 horas por dia, de forma presencial, das 8h às 18h, na sede do Programa, nas dependências da Secretaria da Pessoa Idosa ou das 18h01 às 07h59, através de sobreaviso, solicitado através do fone/whats 47 9 9982.1632.

Nos finais de semana e feriados, o sobreaviso pode ser acionado em qualquer horário do dia e/ou da noite. A necessidade de atendimento presencial, em horário de sobreaviso, é analisada pelo técnico de plantão.

Eventos Junho Violeta

O Programa foi um dos temas debatidos em dois encontros realizados pela SPI neste Junho Violeta: no dia 14, a Rede Catarina comandou uma roda de conversa, orientando como identificar uma violência e informando os idosos como devem agir em uma eventual situação de emergência.

- Publicidade -
Rede Catarina palestrou e orientou sobre violência contra a pessoa idosa (Divulgação/SPI)

No dia 18, o Programa Abraço ao Idoso organizou uma palestra, com representantes da segurança pública, como o Delegado da Polícia Civil Ighor Siqueira de Araújo e o Major Iuri Coura Lima, além da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da OAB, com as advogadas Mariza de Liz, Sandra Bortolanza e Maria Gonzales.

“Os dois encontros foram organizados para falar sobre o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, basicamente para orientar, informar, alertar e para que possam se prevenir contra qualquer tipo de violência”, disse Adriana.

Segurança Pública e OAB também orientaram sobre prevenção à violência (Divulgação/SPI)

Para receber notícias do Página 3 por whatsapp, acesse este link, clique aqui




- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -