- Publicidade -
- Publicidade -
20.6 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

“Muito peixe mesmo”: pescadores estimam que já capturaram quase 20 mil tainhas em Balneário Camboriú

Nesta semana foi notícia que a modalidade emalhe anilhado da pesca artesanal de tainha, praticada principalmente em Santa Catarina, foi encerrada, pois tinha cota de 586 toneladas que foi atingida. Porém, em Balneário Camboriú a safra continua normalmente porque aqui é praticada a pesca de arrasto de praia. Nas praias de Balneário os pescadores estimam que já capturaram 20 mil peixes.

O pescador Jair Euflorzino, de Taquaras, conta que a pesca segue normal e que na Praia de Taquaras estão chegando ‘nos 10 mil peixes’. Ele diz que acredita que foi a praia que mais ‘matou’ até o momento. 

Foto: Ângelo Oliveira

“A princípio está sendo uma das melhores safras de tainha aqui da nossa região. O que passou de peixe essa semana em Taquaras, meu Deus do céu, se fosse capturado tudo, ‘nós passaria’ de 200 mil peixes, de tanto que passou! Mas assim, até por enquanto está sendo uma safra boa. A pesca não terminou ainda, tem peixe aqui no costão, se continuar como está aí, poderemos chegar até uns 20 mil peixes só em Taquaras! Se Deus quiser”, diz.

- Publicidade -

Por falar em 20 mil peixes – esse é o número que, segundo Jair, já foi capturado se somar todas as praias da cidade (Taquaras, Taquarinhas, Estaleiro, Estaleirinho, Pinho, Laranjeiras e Central). Porém, na Central, há a reclamação de que os pescadores não estão conseguindo capturar muitas tainhas. 

“Me falaram que lá não pegaram quase nada, infelizmente. Mas as praias que mais estão matando são Taquarinhas, Taquaras, Pinho, Estaleiro e Estaleirinho. Acho que Taquaras está na frente. Então, somando as praias daqui, eu acho que nós já estamos aí atingindo 20 mil peixes, em todas as praias daqui da região da Interpraias aqui”, conta.

Segundo Jair, praticamente todos os dias estão fazendo lanço para capturar tainhas em Taquaras, pois tem muito peixe na praia, no costão, por isso há a expectativa de ‘dar uns lanços bons ainda’. 

“Tem muito peixe aqui! Avaliamos em 100 mil peixes aqui. É muito! Coisa linda de ver. Daquele mirante ali de Taquarinhas ali, né? Dali dá pra ver assim a quantidade de peixe que pula, o cardume, é uma coisa linda! No final da tarde de quinta-feira (6), fizemos um cerco, mas faltou rede, o peixe ficou muito longe, tiveram que colher a rede tudo na canoa, a rede não chegou em terra. Mas é muito peixe, muito peixe mesmo”, completa.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -