- Publicidade -
- Publicidade -
29 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

OAB de Balneário Camboriú quer criar protocolo de boas práticas para a construção civil

Primeiro tema será a descarbonização, uma prática que só a Embraed adota atualmente na cidade

A subseção de Balneário Camboriú da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), através da Comissão de Direito da Construção Civil, lançou recentemente o projeto OAB Sustentável, que tem como objetivo iniciar uma agenda de debates na indústria da construção civil (um protocolo de boas práticas). 

O primeiro tema será a descarbonização, que será discutido em evento no próximo dia 8 , às 18h, na sede da OAB, que fica na Rua 916, no centro da cidade.

Segundo o presidente da Comissão, Rodrigo Silveira Bueno Verdelle, a ideia da agenda de debates surgiu dentro do grupo, e o primeiro tema a ser debatido é a redução da emissão de carbonos e outros agentes. 

- Publicidade -

No próximo dia 8 de novembro, a palestra da Dra. Ana Cláudia Franco, da Toledo Marchetti Advogados e especialista em Meio Ambiente com foco na Construção, e de Marcia Menezes, diretora do Centro de Tecnologia de Edificações (CTE) vai abrir o debate. 

“Queremos contar com a participação de construtoras, da prefeitura e do Sindicato da Construção Civil (Sinduscon). Falaremos sobre os benefícios da descarbonização da construção civil para a sociedade, para a cidade. Hoje, somente a Embraed adota essa prática em Balneário”, diz.

Rodrigo destaca que a OAB de Balneário é a primeira a falar sobre esse assunto, e que o pioneirismo é positivo, já que a cidade é famosa por seus empreendimentos. 

“É a principal indústria de Balneário e a principal que gera carbono, sendo um contrassenso. Queremos mostrar os ganhos que a indústria vai ter, os investimentos que pode adquirir, pois pela legislação hoje é voluntário, mas em maio/2023 será obrigatório fazer esse inventário. Ou seja, vai acontecer de qualquer maneira. Iremos citar que também será possível atrair novos consumidores, porque as construtoras passarão ter o selo verde, e as pessoas estão interessadas nisso – para quem cuida do meio ambiente”, acrescenta.

As inscrições para o encontro estão abertas e podem ser feitas através deste link (https://forms.gle/o76Sevgj9sD2y3t87).

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -