- Publicidade -
- Publicidade -
30.7 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Organizações de Balneário e Camboriú desenvolvem projetos sociais coletivos em prol da comunidade

Ação fez parte do processo de certificação do Programa Selo Social, que reconheceu iniciativas de 52 organizações dos dois municípios

A novidade do Selo Social 2023 foi a união dos participantes e criação de projetos coletivos em prol da comunidade de Balneário Camboriú e Camboriú. Em cerimônia realizada no Teatro Bruno Nitz, no início deste mês, foram certificadas 52 organizações, que desenvolveram 222 projetos, somando 769 impactos sociais e 426.113 atendimentos à população. Além dos projetos que cada organização desenvolve individualmente, durante todo o ano passado, os participantes criaram novas ações em conjunto em áreas como inclusão social, capacitação e inserção de jovens no mercado de trabalho e lazer.

As empresas, órgãos públicos e organizações do terceiro setor de Balneário Camboriú e Camboriú se uniram para criar projetos em prol da comunidade. 

As iniciativas fizeram parte do processo de certificação “Programa Selo Social BC e Camboriú 2023”. Além dos projetos que cada organização desenvolve individualmente, durante todo o ano passado, os participantes criaram novas ações em conjunto. Divididos em grupos, os participantes desenvolveram sete projetos coletivos, com ações que impactam diretamente nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS, previstos na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas – ONU. 

- Publicidade -

Os projetos foram sobre os seguintes temas: ações de paradesporto nas escolas de Balneário Camboriú, capacitação e inserção de jovens no mercado de trabalho, trabalho de comunicação com crianças imigrantes, recuperação de terreno baldio que deve se tornar uma área de lazer, cartilha de apoio aos imigrantes que chegam nas cidades, projeto de prevenção e denúncia ao abuso sexual infantil, além de criação de redes sociais para divulgação dos ODS da ONU. 

Escudo

(Divulgação)

Um desses projetos é o “Escudo”, que tem como foco a prevenção e combate ao abuso sexual infantil. Por meio de bonecos e de forma lúdica os idealizadores ensinam para as crianças a diferença entre carinho e abuso sexual, buscando garantir a proteção integral delas. Com os chamados “semáforos”, a equipe mostra os lugares onde a criança pode e não pode ser tocada, além orientar os pequenos, seus pais e responsáveis, como ficar atentos a possíveis sinais de abuso e formas de denunciar. 

O projeto foi realizado em escolas da região e também em instituições que recebem recursos do FIA – Fundo da Infância e Adolescência.

“A gente busca trazer essa conscientização sobre a importância de conversarmos com as crianças sobre o que é certo e o que é errado, como forma de protegê-las”, explica a psicóloga Kelli Fernandes. 

Instituições Unidas Para Revitalizar

(Divulgação)

Outra iniciativa que foi certificada é a “Instituições Unidas Para Revitalizar”, que contou com a revitalização de um espaço público no Bairro Santa Regina, em Camboriú. O terreno se tornará uma área de lazer, que poderá ser usufruída pela comunidade no entorno. 

“Pensamos um espaço que provocasse uma transformação ambiental, mas também social”, destaca Gustavo Ribeiro, um dos integrantes do grupo. O projeto está em fase de finalização.

Inclua-me

(Divulgação)

Já o “Grupo Inclua-me” ofertou atividades de paradesporto em escolas municipais, levando uma experiência de vivência do esporte para alunos com e sem deficiência. 

A atleta paralímpica e uma das idealizadoras da ação, Gévelyn Almeida, afirma que as atividades buscam trazer representatividade e empatia para que toda a comunidade escolar saiba como acolher um aluno com deficiência. “Precisamos acreditar na potencialidade da pessoa com deficiência, quebrar estigmas, para que nós, assim como as outras pessoas, sejamos protagonistas”, pontua. 

Saiba mais sobre o Selo Social

O Selo Social é uma iniciativa gratuita que reconhece e certifica ações de impacto social, tendo como base os ODS da ONU. O programa é realizado com patrocínio da Alcon, Embraed, Rede Salesiana Brasil, Conjel, EQI Investimentos, UniAvan e Grupo Oceanic, além de apoio das Prefeituras de Balneário Camboriú e Camboriú,  Acibalc, IFC – Camboriú e Prefeitura de Camboriú.

- Publicidade -

Inscrições para 2024

As inscrições gratuitas para o ciclo 2024 do Programa Selo Social BC e Camboriú já estão abertas. Os interessados devem se cadastrar em selosocial.org. As vagas são limitadas.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -