- Publicidade -
- Publicidade -
24.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Parada da Diversidade reúne mais de 15 mil pessoas em Balneário Camboriú: “Histórica!”

A 8ª edição da Parada da Diversidade de Balneário Camboriú, reuniu mais de 15 mil pessoas, neste domingo (20) segundo a organização. O evento é um marco para a comunidade LGBTQIA+ da cidade, que tomou a Avenida Atlântica. A edição de 2023 já está confirmada e terá novidades, como um palco e shows na areia da Praia Central.

Neia (E) e convidadas (Divulgação/Parada da Diversidade BC)

“Lindo, emocionante e colorido”

Uma das organizadoras da Parada, Jocineia de Jesus, a Neia, empresária na área contábil e membro do movimento Mães Pela Diversidade, conta que a estimativa é de que mais de 15 mil pessoas participaram do momento, que definiu como ‘histórico’. 

“Foi a maior Parada da história de BC, com o maior número de participantes. Foi um evento lindo, entregamos tudo o que queríamos entregar. Não houve nenhum incidente relativo ao número de pessoas. Sabemos que quando tem grande massa, transcorre alguma coisa, mas foi uma festa do bem, com pessoas do bem. Há o estigma que a comunidade LGBTQIA+ carrega, de que são pessoas ruins, promíscuas, adjetivos negativos e injustos. Foi lindo, emocionante e colorido”, disse, citando que a felicidade do público era visível, com muita gratidão e pessoas os abraçando.

- Publicidade -

Neia salienta que, por amor à militância, já realizam o trabalho junto à comunidade há oito anos, e que vai muito além da Parada, que é, em sua visão, um movimento e não somente uma festa. 

“Não chamaria de festa, e sim um momento de luta, uma reivindicação, um momento de se expressarem… mas se fosse festa: por que não? Fazem festa de tudo. É um momento no qual fazem reivindicações, que mostram que existem e resistem, e têm direito de ocupar qualquer lugar que desejarem, pois pagamos impostos. Foi lindo, muitos chegaram até mim, agradeceram por não desistirmos e cuidarmos tão bem deles, dizendo que o Mães Pela Diversidade faz toda a diferença em suas vidas”, contou.

(Divulgação/Parada da Diversidade BC)

Furtos de celulares

Houve algumas denúncias de furtos e perdas de celulares, que teriam sido repassados à organização. Inclusive os organizadores estão pedindo que quem teve celular furtado ou perdido durante a Parada, faça boletim de ocorrência e comunique a organização da Parada, para conseguirem protocolar junto ao poder público. 

“Houve comprometimento zero da segurança pública no nosso evento. Participaram apenas a PM e os Agentes de Trânsito, a Guarda Municipal não. Quem sabe se tivéssemos tido um apoio da segurança, por parte do poder público, essas coisas teriam sido evitadas. Com o efetivo pequeno do Trânsito e PM, acabou que as coisas não transcorreram 100% nesse sentido [furtos de celulares, algo comum em eventos com muitas pessoas, como shows e festivais], por isso vamos cobrar para que no próximo evento não fiquemos desamparados como ficamos nesse”, pontuou. 

Outro incidente aconteceu com um dos trios-elétricos do evento: moradores de um prédio da Avenida Atlântica teriam jogado ovos contra ele. 

“Mas fora isso e os furtos de celulares, foi tudo tranquilo. Se teve falas homofóbicas antes ou após esse gesto infeliz [ovos], eu não fiquei sabendo. Eu não tinha dúvida de que seria um movimento lindo. A Parada sempre foi bonita, aliás. É regida pelo amor”, acrescentou.

Parada de 2023 terá novidades

Neia analisa que a Parada de 2022 foi ‘um marco, um divisor de águas’, mas vê que é preciso mais apoio local e regional, pois precisaram contar com incentivo de fora, como a madrinha do evento, Karinah, e as drags Aretuza Lovi e Tchaka. 

- Publicidade -
Karinah, madrinha do evento (Divulgação/Parada da Diversidade BC)

“Apesar de que a Karinah tenha imóvel aqui, praticamente todo o nosso suporte veio do RJ e SP. Precisamos dessas pessoas de fora que acreditaram no nosso evento, essa ‘força externa’ potencializou e somou, exatamente porque não aceitamos que Balneário não tenha uma Parada na proporção que merece. Já estamos trabalhando, fazendo check-list de erros e acertos e com um projeto bem encaminhado para 2023”, apontou.

Famosos

Diversas celebridades nacionais como Xuxa, David Brazil, Preta Gil, Cristiana Oliveira, Adriana Bombom, Carol Trentini, Mônica Martelli, Thiago Pantaleão e Silvero Pereira gravaram vídeos divulgando e apoiando a Parada de Balneário Camboriú, o que reforçou ainda mais a importância do evento. 

“2023 vai ter Parada, temos um layout diferente e vai ser ‘A’ festa. Vamos fazer um formato de caminhada mais otimizada, com o intuito de finalizar com palco e shows na Praia Central. Sempre buscamos priorizar artistas daqui, mas também vamos trazer atrações nacionais. Aproveito para dizer para as pessoas que a festa que entregamos é nesse nível de ontem (domingo, 20) para melhor! Não é um movimento que agride ou ofende alguém. É amor e cor! E as pessoas têm que entender que é direito nosso. Vamos continuar existindo, resistindo, ocupando espaço que é nosso por direito: a cidade é nossa também!”, completou.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -