- Publicidade -
- Publicidade -
20.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Vila do Artesanato abre inscrições para artesãos e microempreendedores de Balneário Camboriú e região

A Fundação Cultural abriu inscrições nesta quarta-feira (1) para ocupação das 14 salas da Vila do Artesanato, localizada na Praça da Cultura, no centro de Balneário Camboriú.

(Divulgação/PMBC)

O edital é direcionado a pessoas físicas, entidades da sociedade civil sem fins lucrativos e pessoa jurídica, microempreendedor individual (MEI) e recebe inscrições de toda a região da AMFRI, que compreende Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Bombinhas, Camboriú, Ilhota, Itajaí, Itapema, Luiz Alves, Navegantes, Penha e Porto Belo. 

A diretora da Fundação Cultural, Lilian Martins explicou que o espaço é para empreendedores de várias linguagens da arte, literatura, artesanato e cultura alimentar, com permissão de uso de até um ano.

- Publicidade -

“É a oportunidade aberta para quem produz artesanato com identidade cultural local. Nos orientamos pelo Programa do Artesanato Brasileiro (PAB)”, disse Lilian.

Divulgação/PMBC

O que pode vender na Vila do Artesanato

*Artes visuais e literárias: obras autorais criadas por artista visual, através da representação plástica bidimensional ou tridimensional, perpassando elementos da linguagem visual e gráfica (pensamento analógico, concreto, senso de proporção, espaço, volume, planos, textura, linha, cor, estrutura e composição), e do conhecimento sensível (emoção, percepção, imaginação, intuição e criação); e literária obras autorais concebidas como a arte da palavra, 

materializada pela expressão do artista em livros e impressos.

*Artesanato contemporâneo sustentável: produção doméstica por artesão, sem a utilização de trabalho assalariado, adotando o conceito dos 3R’s – Reutilizar, Reaproveitar e Reciclar, predominantemente manuais ou com uso restrito de ferramentas.

*Artes populares: quilombolas, indígenas e outras comunidades tradicionais, étnicas e migratórias, produção doméstica por artista popular, sem a utilização de trabalho assalariado, predominantemente manual ou com uso restrito de ferramentas, com produção autoral e técnica empírica, com temática baseada em sua regionalidade, crenças, costumes e cultura.

*Produtos customizados: produtos resultantes da utilização de peças industrializadas com a aplicação da criatividade do autor criando personalização, com ênfase na iconografia local.

*Antiguidades: produtos manufaturados ou industrializados, com valor cultural ou decorativo.

- Publicidade -

*Design: utilitários, moda, pintura digital, ilustração all type, estampas exclusivas, de produção autoral.

*Cultura Alimentar: Prevista no Plano Municipal de Cultura de Balneário Camboriú, através da Câmara Setorial de Cultura Alimentar.

1.8.1 Para este edital, entende-se por Cultura Alimentar “os alimentos que tenham como referência os costumes, saberes, sabores e as tradições de povos e comunidades que promovam a alimentação saudável em harmonia com o meio ambiente”. Sendo:

Alimentos e produtos da região produzidos artesanalmente. Por exemplo: embutidos, queijos e geleias artesanais, produtos de engenho da região, frutos do mar, frutas da região, chás/plantas, medicinais, ervas aromáticas, temperos naturais e outros;

Produtos confeccionados artesanalmente em espaço/ local que deverá ter autorização sanitária ou autorização para exposição de Alimentos em Feira, e adequar o local de acordo com as normas da vigilância sanitária.

Os espaços

São cinco salas de 2,60×2,46m para alimentação; nove salas de 1,80×2,46m para os outros objetivos. 

As adequações de estrutura física são responsabilidade do permissionário.

Os empreendedores culturais selecionados ocuparão o local pelo prazo de um ano.

A Vila do Artesanato funciona de quarta a sexta-feira, das 14h às 18h, e aos sábados, das 9h às 17h.

Como se inscrever

As inscrições encerram no dia 1º de abril.

– Acesse a Plataforma 1Doc no site da Prefeitura de Balneário Camboriú (https://www.bc.sc.gov.br/ ) ou direto no link https://bc.1doc.com.br/b.php?pg=wp/wp&itd=8

– Selecione o assunto “Edital nº 001/2023 – de Permissão de Uso dos Espaços Público da Vila do Artesanato”. A documentação de habilitação exigida no edital deverá ser anexada e enviada.

A segunda etapa da seleção é a curadoria, com entrevista presencial e avaliação dos produtos que o inscrito pretende vender na Vila do Artesanato. 

A terceira etapa é a assinatura do contrato, com apresentação de documentos atualizados previstos no edital.

Caso os empreendedores tenham dificuldade, a equipe da Fundação Cultural está preparada para auxiliar de segunda à sexta, das 13 às 18, na FCBC – Rua 300, num 50

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -