- Publicidade -
25.2 C
Balneário Camboriú

DEM também pode ter usado candidata “laranja”

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A exemplo do PP, o DEM de Balneário Camboriú também registrou uma candidata a vereadora que não teve movimentação financeira, não pediu votos em suas redes sociais e não conquistou sequer um eleitor, nem ela mesma, o que leva à suspeita de uma candidatura “laranja”.

Candidatas “laranjas” são aquelas que os partidos inscrevem não para disputar a eleição, mas apenas para satisfazer a exigência legal de reservar quota de 30% para candidaturas do sexo feminino.

Em julgamento relativo à eleição de 2016, em outro Estado, o Tribunal Superior Eleitoral considerou que se trata de burlar a lei e cancelou todos os votos dados a uma chapa inscrita naquela ocasião.

O DEM não elegeu ninguém em Balneário Camboriú, fez apenas 624 votos, mas se justiça cancelar a chapa e determinar que sejam recalculados os resultados, candidatos que ficaram de fora podem ser beneficiados.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -