- Publicidade -
- Publicidade -
19 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Juliana Pavan cobra base dos bombeiros no São Judas, projeto tramita há oito anos só no papel

A vereadora Juliana Pavan enviou na quinta-feira (18) um ofício ao Coronel Charles Alexandre Vieira, comandante do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina e presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial do Estado cobrando a instalação da base avançada que seria instalada no Bairro São Judas Tadeu. O projeto  tramita desde 2013 e tem uma área reservada para a construção, que deveria ter iniciado em 2015 e nunca saiu do papel.

Na tribuna livre de quarta-feira (17) a vereadora pediu a reativação dos trâmites para a instalação da unidade, que atenderia toda a região sul, onde segundo estimativas, vivem mais de 20 mil pessoas. O batalhão do Corpo de Bombeiros de Balneário fica na Avenida das Flores, no Bairro dos Estados, a cerca de 6,4km do local onde seria instalada a base, uma área com 1.000 m², parte integrante de outra maior medindo 2.602,61m², localizada no Loteamento Luiz Carlos Prestes, na Rua Maria Mansotto.

Obra deveria ter sido finalizada em 2019

- Publicidade -

No ofício, a vereadora lembra que o assunto começou há oito anos, quando a Lei nº 3646 autorizou a administração municipal da época [o prefeito Edson ‘Piriquito’ Dias] a ceder um terreno para a construção da sede. 

Na época, havia sido definido que as obras deveriam iniciar em dois anos e ser finalizadas quatro anos após o início – ou seja, em 2019 [o prazo foi prorrogado pela Lei 4.299].

Em 2018, quando foi inaugurado o pelotão de busca e salvamento e a base náutica, localizados no mesmo prédio, no Pontal Norte, o Corpo de Bombeiros citou que a base do São Judas Tadeu não havia sido construída ainda por falta de efetivo.

Juliana salientou ainda que há todos os requisitos necessários para que a construção inicie e que mesmo com a limitação de efetivo nesse momento isso pode acontecer. 

- Publicidade -

“É possível dar o start à construção e, em paralelo, um novo concurso ou até mesmo remanejamento de efetivo, é uma ação estratégica imprescindível”, disse, citando o Centro de Eventos, que fica na região sul e deverá ser licitado em breve. 

“Irá movimentar milhares de pessoas a cada evento. Por isso, para além dos esforços burocráticos e de recursos que são viáveis, precisamos unir forças para não deixarmos para agir somente quando o Centro de Eventos começar a funcionar, é preciso antecipar, planejar e executar ações paralelas, a fim de garantir a segurança e o bem-estar da população da região sul, de Balneário Camboriú e a todos os turistas e usuários do Centro de Eventos”, completa.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: