- Publicidade -
23 C
Balneário Camboriú

PM e Guarda Municipal preparam operação conjunta para domingo de eleições

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Fiscais da Justiça a postos para impedir aglomerações

O 12º Batalhão de Polícia Militar de Balneário Camboriú e a Guarda Municipal atuarão de forma conjunta no domingo (15), dia das eleições municipais. O foco é coibir crimes eleitorais e possíveis brigas. A Fiscalização da Justiça Eleitoral também estará atuando, de forma mais intensa, procurando impedir aglomerações, por conta da pandemia de Covid-19.

O secretário de Segurança de Balneário Camboriú, Antônio Gabriel Castanheira Junior, explicou que nesta operação conjunta com a Polícia Militar, efetivos e viaturas serão distribuídos por alguns pontos da cidade, atuando em apoio à Justiça Eleitoral e coibindo crimes que possam vir a acontecer.

Fiscalização com mais rigor

O chefe da 103ª ZE, Carlos Eduardo Reiser, lembra que boca de urna é um crime eleitoral e que nenhuma manifestação pode ser feita – além da silenciosa, como adesivos na roupa, por exemplo.

“A fiscalização estará atuando com ainda mais rigor. Teremos apoio da Polícia Militar e da Guarda Municipal. Aglomerações já eram proibidas, e desta vez serão ainda mais coibidas. Iremos pedir para as pessoas não permanecerem, indo nas escolas somente para votarem”, salienta, citando que precisam da colaboração do público e dos candidatos.

Crimes eleitorais e denúncias via aplicativo

Segundo Reiser, se houver flagrante de crime eleitoral, como boca de urna, derrame e distribuição de santinhos, distribuição de brindes (como camisetas e máscaras) e transporte ilegal de eleitores a pessoa é detida e serão tomadas as providências de praxe.

“O cidadão é encaminhado ao Fórum, onde fica até o fim da eleição. Se ele se envolver em briga, aí é com a PM e Guarda. Todos os anos há alguma detenção, normalmente são crimes de menor potencial ofensivo, e a pessoa paga com serviço comunitário”, relata.

- Publicidade -

Denúncias de crimes eleitorais poderão ser feitas pelo aplicativo Pardal, disponível para download gratuito em todos os smartphones, onde a pessoa consegue fotografar e enviar informações, com garantia de sigilo. Se a pessoa não possuir a plataforma, pode denunciar diretamente para a PM via 190 ou Guarda Municipal 153.

“Esperamos uma eleição tranquila, nos preparamos para que isso aconteça, mas iremos proceder da forma necessária se for preciso”, completa o chefe.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -