- Publicidade -
- Publicidade -
18.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Vereadora mirim sugere instalar bueiros inteligentes em Balneário Camboriú

A vereadora mirim Gabriela Nunes Pinto, aluna do Centro Educacional Áster, sugeriu a instalação de bueiros inteligentes para minimizar os alagamentos no município, na sessão legislativa desta quinta-feira (22). 

Na justificativa, a jovem explica que os equipamentos já foram implantados na cidade de São Paulo, e consistem em um filtro com um cestinho acoplado, encaixado no bueiro, que conta com um sensor volumétrico. Quando o cesto atingir 70% da capacidade, o sensor emite um alerta para as equipes de limpeza do consórcio vinculado à prefeitura.

Na reunião, os estudantes discutiram e aprovaram as 24 indicações que estavam na pauta (leia a relação completa aqui), sobre questões como melhorias nas escolas, nas ruas e nos equipamentos públicos.

- Publicidade -

Os vereadores mirins se reúnem mensalmente com as mesmas regras das sessões adultas, e as proposições aprovadas nas reuniões entram na pauta do Legislativo e são encaminhadas ao Poder Executivo Municipal.

Bueiros inteligentes

É um cesto ou caixa coletor(a) com alças laterais de metal produzida em diversas medidas de acordo com cada bueiro, especificamente para cada modelo já existente na rede de sua cidade, afim de facilitar o trabalho de limpeza, remoção e manutenção. 

A instalação de caixas coletoras de resíduos permitirá a retenção de lixos que, ou são levados pelas redes pluviais, poluindo rios e córregos, ou obstruem a passagem da água por causa dos detritos, gerando uma série de problemas de ordem ambiental e social.

O secretário de Obras de Balneário Camboriú, Osmar de Souza Nunes Filho (Mazoca) disse que tudo que acrescentar é bom. Ele informou que Balneário Camboriú tem 11.374 bocas de lobo, inclusive gateiras e que a limpeza é feita periodicamente com caminhões hidrojato.

“Estamos com problema agora é de roubo das grelhas de ferro. Acredito numa solução e no concreto que é drenante.
Estamos em experiência na cidade. Drenagem é um problema muito sério em cidade no nível do mar”, disse Mazoca.

O diretor geral da Emasa, Douglas Beber disse que é uma iniciativa interessante, talvez a cidade pudesse fazer algum projeto piloto nesse sentido.

Ele lembrou que existem várias ações que também podem melhorar o problema, até mesmo escrever frases no bueiro, como ‘aqui começa o mar’, por exemplo, que podem constranger as pessoas de largar algum tipo de sujeira dentro do bueiro. 

- Publicidade -

“Sou a favor destas iniciativas, porque elas trabalham a conscientização da população e trazem, efetivamente resultados, principalmente em Balneário, temos essa característica de cidade de praia, sempre tem movimentação de areia para dentro dos bueiros, independente de ficar próxima ao mar ou não”, disse.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -