- Publicidade -
22.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Ambientalistas farão neste domingo protesto pacífico na Praia Central contra contaminação do meio ambiente

Os ativistas ambientais Alex Stein e Nahor Lopes Jr irão protestar, neste domingo (9), de forma pacífica e silenciosa contra a contaminação do meio ambiente por agrotóxicos, em especial da água distribuída para consumo da população, notificando as pessoas sobre o Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos, celebrado no próximo dia 11.

Eles irão percorrer quatro praias da região, começando em Itajaí, pela Praia de Cabeçudas, às 9h, em direção à Praia Brava e Praia dos Amores.

Por último, eles estarão na Praia Central de Balneário Camboriú, percorrendo toda a sua orla, desde o pontal norte até a barra sul.

A ação tem como objetivo:


• Conscientizar as pessoas sobre o Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos;

• Advertir os banhistas das praias que a água distribuída à população está contaminada com agentes químicos além do máximo permitido pela regulamentação brasileira;

- Publicidade -

• Informar que o Ministério Público de Santa Catarina é o único MP do Brasil que está investigando este crime contra o meio ambiente e à saúde pública, já que adoece toda a população lenta, e silenciosamente.

• Apontar a diferença entre as leis brasileiras e europeias sobre o tema, mostrando que a nossa legislação permite índices de contaminação da água que chegam a ser cinco mil vezes superiores aos índices permitidos no continente europeu.

Para chamar atenção

- Publicidade -

Os ativistas irão percorrer as quatro praias vestidos com EPIs de proteção contra agentes químicos (luvas, macacões, botas, óculos e máscaras), segurando uma faixa com as informações descritas.

Eles conversarão com os banhistas, convidando-os a se posicionarem contra a atual legislação e sua permissibilidade de contaminação e consequente adoecimento do meio ambiente e de toda a população, alertando, ainda, sobre os recordes de liberação de agrotóxicos pelo atual governo brasileiro nos últimos 3 anos (inclusive de agentes proibidos em outros países, devido sua alta periculosidade e contaminação).

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -