- Publicidade -
- Publicidade -
14.6 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Balneário Camboriú só perde para São Paulo no preço médio do metro quadrado residencial

Com preço médio de R$ 9.742,00, Balneário Camboriú está atrás apenas de São Paulo no ranking nacional de cidades brasileiras com preço médio do metro quadrado residencial novo para venda mais valorizado. E a diferença é de apenas R$ 45,00 no valor médio apurado na capital paulista. 

Os números foram divulgados em março pelo Índice FipeZap.

- Publicidade -

Em janeiro do ano passado, Balneário Camboriú aparecia na quarta posição do ranking, com preço médio de R$ 7.776,00, atrás do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília.

Quando o assunto é ‘variação anual’, Balneário Camboriú também surpreende. 

No relatório divulgado em março, a cidade registra variação positiva de 23,72% nos últimos 12 meses, contra 4,12% em São Paulo. 

Em janeiro de 2021, a valorização anual da catarinense somava 7,05%, enquanto São Paulo registrava 3,91%. Voltando ao ranking do preço médio por cidade, vale lembrar que Balneário Camboriú subiu da quarta para a terceira posição nacional em setembro de 2021. 

- Publicidade -

O relatório também mostra a média ponderada – calculada com base nas 50 cidades monitoradas pelo Índice FipeZAP no Brasil e incluindo 16 capitais, que está em R$ 7.941,00. Acima desta média, outras três catarinenses surgem além de Balneário Camboriú: Itapema (R$ 9.093,00), Florianópolis (R$ 8.794,00) e Itajaí (R$ 8.262,00).

Qualidade dos imóveis e atrativos da cidade

O presidente do Sinduscon de Balneário Camboriú e Camboriú, engenheiro Nelson Nitz, comenta que os números revelam a ascensão do mercado, a qualidade superior dos imóveis e o alto poder de atração que a cidade possui em relação aos investidores. 

“Este relatório traz dados muito relevantes, um verdadeiro raio-x do mercado imobiliário brasileiro. Observe que no estudo divulgado em março, a variação anual de Balneário Camboriú aponta 23,72%, o que a coloca como segunda cidade do País neste quesito”.

- Publicidade -

Ele cita dados divulgados esta semana pelo IBGE a respeito do PIB da construção civil nacional. 

“Em 2021, o setor teve seu maior crescimento desde 2010, alcançando 9,7% e registrando o melhor desempenho do segmento industrial, à frente, inclusive, do PIB brasileiro, que cresceu 4,6%”, finaliza.

Fonte: Vizzotto Editora

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -