- Publicidade -
- Publicidade -
23.5 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Venda de carros elétricos acelera no Brasil

Os carros elétricos já estão entre nós há mais de 100 anos, criados por inventores de diversas partes do mundo. A maioria deles, entretanto, eram protótipos ou fruto de experiências que levaram até mesmo nomes como Thomas Edison, famoso pela invenção da lâmpada elétrica, a darem sua contribuição. Contudo, apenas mais recentemente a tecnologia tornou viável a produção em grande escala de modelos elétricos com condições de competir com os carros convencionais e até mesmo superá-los em alguns aspectos.

Vantagens

A principal vantagem dos carros elétricos é, sem dúvidas, o fato de não utilizarem combustíveis fósseis, tais como a gasolina ou o diesel, que liberam dióxido de carbono (CO2) e outros gases causadores do efeito estufa. Conforme mostrado num estudo publicado pelo blog da ExpressVPN, estamos constantemente consumindo energia não apenas com carros tradicionais, mas também com iluminação, eletrodomésticos e outros dispositivos. Sendo assim, é importante que essa demanda seja suprida por fontes de energia renováveis, e é nesse contexto que os carros elétricos têm um papel relevante. Para funcionar, esses veículos podem utilizar energia limpa, proveniente por exemplo de painéis solares, geradores eólicos ou usinas hidrelétricas.

Outra vantagem dos veículos a propulsão elétrica em comparação com aqueles movidos a gasolina ou diesel é o menor custo por quilômetro rodado. Cálculos realizados por especialistas demonstraram que os carros tradicionais têm um custo médio de R$ 0,31 por quilômetro rodado, enquanto no caso dos elétricos esse valor fica entre R$ 0,11 e R$ 0,16. Ou seja, mesmo os carros elétricos menos eficientes apresentam uma economia em torno de 50% em relação aos carros a combustão. Essa economia pode parecer pequena, mas o valor acumulado ao longo dos anos pode pesar a favor da opção por um veículo elétrico na hora da compra.

- Publicidade -

Gastos menores com a manutenção veicular são outra vantagem dos carros elétricos quando comparados com as versões movidas a combustível. Segundo especialistas que analisaram a questão, manter um carro elétrico pode ser de 20% a 30% mais barato, principalmente porque sua parte mecânica é mais simples. Além disso, não é preciso substituir peças como filtros de ar e óleo, correia dentada e velas de ignição, entre outras, ao passo que o desgaste das peças em geral é menor. Tudo isso contribui para uma economia considerável com a manutenção do automóvel.

Fonte: Pexels

Mercado

Mesmo com os preços ainda bem acima dos modelos convencionais, os carros elétricos já conquistaram uma fatia do mercado automotivo brasileiro e mundial. De acordo com um levantamento realizado pela Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), as vendas desse tipo de automóvel aumentaram cerca de 41% em 2022 em relação ao ano anterior. Esse aumento tem sido constante, em grande parte devido aos incentivos fiscais que os governos têm dado à indústria com o objetivo de acelerar a transição para essa tecnologia.
Alguns empecilhos para uma maior adesão dos consumidores aos carros elétricos vêm aos poucos sendo superados. Entre esses entraves, podemos citar:

⦁ preço mais alto;
⦁ baixa autonomia das baterias;
⦁ pouca oferta de pontos de recarga.

À medida que esses aspectos vão sendo melhorados, aumenta a segurança que os compradores sentem para adquirir um carro elétrico. Com o incremento nas vendas, a tendência é que a produção de veículos e a oferta de serviços também aumentem, gerando um círculo virtuoso que tornará os carros elétricos mais acessíveis e beneficiará tanto os produtores e consumidores quanto o meio ambiente global.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -