- Publicidade -
- Publicidade -
18.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Navio ‘movido a vento’, projetos com IA nas universidades e o que importa no mercado

**NAVIO ‘MOVIDO A VENTO’ VEM AO BRASIL**

Uma das apostas para tornar a indústria marítima menos poluente está a caminho do Brasil em sua viagem inaugural. Trata-se de um navio de carga produzido na China e equipado com velas especiais, que está fazendo seu primeiro teste para valer.

A embarcação foi fretada pela empresa de transporte marítimo Cargill para uma viagem prevista de seis semanas, mostra reportagem da BBC News.

- Publicidade -

ENTENDA

O navio tem duas velas (também chamadas de “asas”) de 37,5 metros de altura cada uma. Elas servem como uma alternativa ao motor para “empurrar” o navio, o que gera uma economia de combustível.

As velas são produzidas com o mesmo material das turbinas eólicas para torná-las mais duráveis.

POR QUE IMPORTA

Os fabricantes estimam que cada asa gere uma economia de uma tonelada e meia de combustível por dia. Pelas contas deles, as emissões de um navio de carga podem ser reduzidas em até 30%.

A indústria naval produz 837 milhões de toneladas de CO2 por ano e concordou em julho com um plano para zerar as emissões até 2050.

As asas são defendidas pelos fabricantes como uma alternativa de curto prazo aos combustíveis de carbono zero, uma solução também esperada pelo setor aéreo, mas cujo desenvolvimento ainda patina.

- Publicidade -

Obstáculos: pelo seu tamanho, as velas podem dificultar o descarregamento de contêineres dos navios.

Há ainda o problema do prazo da viagem, já que o uso das asas no lugar do motor diminui a velocidade das embarcações.

**IA EM UNIVERSIDADES BRASILEIRAS**

Pesquisadores em universidades brasileiras têm trabalhado com soluções de inteligência artificial para assuntos diversos. É o caso de detecção de emoções e pesagem de boi por fotografia, por exemplo.

PROJETOS EM DESENVOLVIMENTO

O projeto: tese de doutorado na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) tenta fazer a detecção precoce do câncer de mama pelo exame de sangue.

– Para que a IA é usada: para identifica padrões e diferenças em milhares de exames com conhecimento prévio sobre a existência ou não câncer de mama.

– Qual o objetivo: entender se a mulher está numa faixa de risco mais alta para o câncer de mama apenas com o exame de sangue.

O projeto: ferramenta desenvolvida pela UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso) com o Instituto Federal do estado para que o agricultor faça a pesagem do gado com uma foto de celular.

– Para que a IA é usada: fazer o cálculo do peso a partir de modelos matemáticos e medidas morfométricas, com a ideia de predizer as informações da carcaça do animal.

– Qual o objetivo: fornecer uma informação relevante para o pequeno e médio produtor, que não costumam ter balança em suas propriedades.

O projeto: estudo da UFLA (Universidade Federal de Lavras) tenta identificar, pelos sinais elétricos gerados pelo cérebro, qual emoção a pessoa estava sentindo.

– Para que a IA é usada: a partir de um banco de dados de laboratórios dos EUA, a ferramenta é treinada para identificar qual emoção a pessoa estava sentindo.

– Qual o objetivo: a tecnologia pode ser utilizada em uma pessoa que esteja acamada, sem condições de se comunicar.

O projeto: pesquisa da Unesp pode diminuir a análise de um asteroide de meses para alguns segundos.

– Para que a IA é usada: foram testadas três redes neurais artificiais distintas para analisar a dinâmica dos asteroides.

– Qual o objetivo: reduzir o tempo de análise e permitir a identificação de famílias jovens de asteroides.

**1, 2, 3 PROBLEMAS**

Consumidores afetados pela suspensão dos pacotes promocionais da 123milhas podem ter que pagar o dobro em novas passagens para o mesmo destino com o voucher que está sendo oferecido pela companhia.

ENTENDA

A agência de viagens disse na sexta que as passagens vendidas na modalidade “Promo” estão suspensas de setembro a dezembro deste ano –com exceção de quem teve o bilhete ou o localizador emitidos.

A empresa afirmou que os clientes prejudicados serão ressarcidos com vales, com valor corrigido em 150% do CDI ao mês.

Eles valerão por até 36 meses, mas só poderão ser usados em outros produtos do site (passagens aéreas, hotéis ou pacotes).

AS RECLAMAÇÕES

Além de afirmar que o valor do voucher não é o suficiente para comprar uma nova passagem, os clientes reclamam que os vales estão sendo emitidos “em parcelas”.

O problema é que, no momento da compra de um novo pacote, a plataforma aceita a inserção de apenas um cupom por vez.

O QUE FAZER?

O Procon afirma que o Código de Defesa do Consumidor dá ao cliente três opções em casos como este: pedir uma nova passagem, aceitar o vale-compra ou solicitar a devolução do dinheiro.

Como a empresa apenas oferece os vouchers, quem não aceitar pode reclamar no site do Procon e deve anexar o maior número de documentos possíveis. Outro caminho é questionar no consumidor.gov.br.

Há também a opção de acionar a 123milhas na Justiça. A ação pode ser aberta no Juizado Especial Cível, sem advogado (explicamos aqui).

Em nota, a 123milhas confirma que está oferecendo vouchers divididos para “possibilitar ao cliente diferentes tipos de compra”, fazendo com que o cliente tenha “mais flexibilidade e liberdade de escolha do que com um só voucher no valor total”.

Além disso, a companhia afirma que vai pagar os vales-compra com correção de 150% do CDI e diz que eles podem ser usados “por qualquer pessoa para compra de outros produtos da 123milhas”.

**PAULO GUEDES + PRIMO RICO**

O ex-ministro Paulo Guedes (do então Ministério da Economia, hoje Fazenda) se uniu ao influenciador financeiro Thiago Nigro, conhecido como Primo Rico, para lançar um curso de macroeconomia.

ENTENDA

O projeto é um MBA digital chamado de Macroeconomia e Portfolio Management (gerenciamento de portfólio). As inscrições para o curso serão abertas no fim de setembro, após quatro aulas gratuitas de Guedes.

Eles disseram que as aulas têm o objetivo de “formar profissionais capazes de interpretar cenários econômicos e tomar as melhores decisões de investimentos”.

Outros projetos de Guedes desde sua saída do governo:

↳ Sócio e presidente do conselho de administração da Legend Capital, gestora com R$ 11 bilhões investidos. Ele deve liderar uma área voltada à reestruturação de empresas.

– A Legend também atua com assessoria de investimentos, que é vinculada ao banco BTG Pactual. Guedes foi um dos fundadores do Pactual nos anos 1980, que hoje é o banco comandado por André Esteves.

↳ Gestora focada em sustentabilidade: o ex-ministro montou uma firma junto com Gustavo Montezano (ex-presidente do BNDES), Joaquim Leite (ex-ministro do Meio Ambiente), Roberto Azevêdo (ex-Organização Mundial do Comércio) e Rodrigo Xavier (ex-CEO do UBS Pactual), segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

– Chamada de Yvy, o primeiro passo da gestora no mercado deve ser a abertura de um fundo de private equity (veículo que investe em empresas de capital fechado).

**O QUE MAIS VOCÊ PRECISA SABER**

REFORMA TRIBUTÁRIA

Cesta básica custa R$ 34,7 bi à União com itens como salmão e picanha. Secretário defende política de desoneração com foco definido, como população mais pobre ou alimentação saudável.

BANCO CENTRAL

BC admite atraso em testes do Drex e prevê fim de 1ª fase em maio de 2024. Questões de privacidade desafiam desenvolvimento da moeda, segundo coordenador do real digital.

MERCADO

Aneel propõe redução de até 37% no valor da taxa extra da conta de luz. Bandeira tarifária, porém, não deve ser cobrada este ano porque reservatórios estão cheios.

MERCADO

Maior vencedora de leilões de saneamento é alvo de embates sobre tarifas e serviços. Aegea vive disputa judicial por reequilíbrio de concessão em Campo Grande e foi tema de CPI em Manaus.

MERCADO DE TRABALHO

Menopausa é a próxima fronteira dos benefícios corporativos. Depois do congelamento de óvulos e da licença parental estendida, empresas interessadas em atrair e reter talentos apoiam trabalhadoras na menopausa.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -