- Publicidade -
24.2 C
Balneário Camboriú

Faleceu a professora Marlene Demonti

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A professora aposentada Marlene Demonti, 84 anos, faleceu na manhã desta quinta-feira (29), vítima de infarto.

A família chegou a Camboriú no final da década de 60. Ela trabalhou um período no Fórum, mas ficou muito conhecida em Balneário Camboriú, porque foi professora na Barra, na Vila Real, no João Goulart e foi a primeira diretora do Médici, que inaugurou em 1972, no governo de Armando Ghislandi.

“Tenho muito orgulho desta história e de ela ter sido a primeira diretora do Médici, escola que meu pai Dário (falecido em novembro de 2020) ajudou a construir”, disse o filho Hideraldo Beline ao Página3.

Em 2019, Marlene foi uma das personagens do livro ‘Servidores de Balneário Camboriú’, de autoria do jornalista e memorialista Bola Teixeira, com retratos de Rivo Biehl.

- Publicidade -

Na publicação, ela relata desde a sua vinda de Araranguá, em 1967, com a família, seu primeiro trabalho em Camboriú, a direção do colégio Médici e os 18 anos em que trabalhou no colégio Armando Ghislandi, até sua aposentadoria em 1997.

Beline disse que ela estava muito feliz nos últimos dias e até gravou um áudio, cantando. Na terça-feira sentiu um mal estar, melhorou e na manhã desta quinta-feira teve o infarto.

O corpo será velado no Cemitério Parque dos Crisântemos, a partir das 18h. A despedida está marcada para a manhã de sexta-feira (30), em princípio no Crematório Vaticano.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -