- Publicidade -
- Publicidade -
26.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

“A Festa de Babette” por Hélvion Ribeiro

Existe um pequeno espaço que separa algo muito – muito muito bom mesmo – de algo extraordinário.

É um espaço crucial e extremamente difícil de transpor. Quando isto acontece temos uma obra prima: o drama/romance ‘A Festa de Babette’ é uma obra prima.

Filme dinamarquês de 1987, ganhou o Oscar, quando a premiação ainda não era tão comercial e politizada.

- Publicidade -

O filme se passa numa vila dinamarquesa, mas tem a alma na França/Paris. As imagens belíssimas chegam às vezes fazer você  levitar.

A história se desenvolve na rotina de uma vila conservadora, alterada bruscamente quando a parisiense Babette, fugida da guerra  – onde morreram seus filhos e marido, chega na vila.

Ela era Chef de cozinha no afamado e caro Café Anglais de Paris, e é  recebida como empregada sem salário. 

Depois de 14 anos, ganha uma loteria francesa e rica, resolve fazer um jantar comemorativo à francesa, com candelabros de prata …vinho… champagne …jantar antológico.

Poucas vezes se viu no cinema tamanha dedicação à arte de cozinhar e sua participação fundamental na vida, em momentos passados ao redor da mesa. Nesta arte, a França é campeã.

Este filme pode ser um lindo e sensível presente para você, no fim de semana.

                    …segue a saga …

- Publicidade -

Hélvion Ribeiro é dentista aposentado, reside em Balneário Camboriú e veraneia em Urubici

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -