- Publicidade -
24.2 C
Balneário Camboriú

“O pesadelo inflacionário continua” por Allan Schroeder

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Há muito tempo tenho repetido nessa coluna os constantes aumentos de preços de itens básicos, além de alertar que a inflação está se tornando uma verdadeira bola de neve. 

Na quarta-feira (25), os dados do IPCA-15 (prévia da inflação oficial) liberados pelo IBGE novamente vieram reforçar nossa narrativa.

Os dados são alarmantes, com o próprio instituto informando que foram os piores desde 2002. Acima da meta inflacionária do governo, o índice já acumulou 9,30% nos últimos 12 meses, quase o dobro da esperada pelo governo, outro sinal de que o ministério da economia a muito já perdeu a mão da situação econômica do país. 

A energia elétrica aumentou enormes 5% apenas no mês, outra situação que alertamos com a privatização da Eletrobras. A gasolina aumentou 39,5% nos últimos 12 meses, um valor que com certeza o leitor deve estar sentindo no próprio bolso. Outros bens de consumo comum contribuíram para esse aumento, fazendo com que os aumentos de preços possam ser vistos em praticamente qualquer área de nossas vidas.

- Publicidade -

Enquanto mantivermos esse modelo econômico colonial, que não tem olhos para sua própria população, continuaremos pagando o preço de uma crise que serve em seu limite para agradar o mercado internacional. É com um projeto nacional de desenvolvimento, que pense na geração de empregos e na criação de indústrias para nosso povo que conseguiremos construir um novo modelo econômico capaz de garantir alimentos para o nosso mercado interno, estatais que cumprem seu papel para o desenvolvimento da nação e que nossa população consiga, mesmo com um salário mínimo, ter a vida digna que merece.

Allan Schroeder é advogado 

Instagram: @allanmullerschroeder – (47) 9 9912-5898

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -