Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Polícia
Mulher é presa suspeita de agredir o filho de cinco anos

Segunda, 30/11/2020 16:06.
Divulgação

Publicidade

Uma mulher, que não foi identificada, foi presa no final da tarde de sábado (28), em Balneário Camboriú, suspeita de agredir o filho, um menino de cinco anos, que denunciou a mãe para a babá.

Policiais foram chamados para irem até a casa na Rua Silveira, no Bairro Tabuleiro, em Camboriú, onde uma mulher informou que havia sido contratada há duas semanas para cuidar de duas crianças, um menino de cinco anos e uma menina de seis meses.

Segundo informou, o menino aparecia todos os dias com lesões no rosto e no corpo, dizendo que a mãe lhe batia 'com o cabo de vassoura e com socos'. No sábado, o garoto estaria com diversos machucados e teria reclamado de muita dor, por isso a babá chamou a polícia.

Os policiais confirmaram que o menino estava com lesões pelo corpo todo, e ele confirmou que havia apanhado da mãe naquele dia. O Conselho Tutelar foi acionado e por não haver os dados da criança e da mãe, os PMs foram até um endereço indicado pelo menino, na Rua Bom Retiro, no Bairro dos Municípios, em Balneário Camboriú.

A casa estava aberta e uma pasta com os documentos dos envolvidos foi encontrada, sendo possível identificar o endereço comercial da mãe. Os policiais acompanharam o menino até o Hospital Municipal Ruth Cardoso para realizar exames.

Outra equipe policial foi até o local de trabalho da mulher, encontrando-a e a conduzindo ao Hospital Ruth Cardoso para aguardar enquanto o filho era atendido. Após os exames de raio-x na cabeça da criança, foi constatado lesões internas que aguardavam avaliação de especialista. A menina de seis meses também passou por avaliação médica, mas estava bem.

Após o atendimento ser finalizado, a Polícia Militar deu voz de prisão à mulher pelo crime de lesão corporal grave ou gravíssima e maus tratos, e conduziu todos os envolvidos à delegacia. As crianças ficaram sob os cuidados do Conselho Tutelar de Camboriú.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação

Mulher é presa suspeita de agredir o filho de cinco anos

Segunda, 30/11/2020 16:06.

Uma mulher, que não foi identificada, foi presa no final da tarde de sábado (28), em Balneário Camboriú, suspeita de agredir o filho, um menino de cinco anos, que denunciou a mãe para a babá.

Policiais foram chamados para irem até a casa na Rua Silveira, no Bairro Tabuleiro, em Camboriú, onde uma mulher informou que havia sido contratada há duas semanas para cuidar de duas crianças, um menino de cinco anos e uma menina de seis meses.

Segundo informou, o menino aparecia todos os dias com lesões no rosto e no corpo, dizendo que a mãe lhe batia 'com o cabo de vassoura e com socos'. No sábado, o garoto estaria com diversos machucados e teria reclamado de muita dor, por isso a babá chamou a polícia.

Os policiais confirmaram que o menino estava com lesões pelo corpo todo, e ele confirmou que havia apanhado da mãe naquele dia. O Conselho Tutelar foi acionado e por não haver os dados da criança e da mãe, os PMs foram até um endereço indicado pelo menino, na Rua Bom Retiro, no Bairro dos Municípios, em Balneário Camboriú.

A casa estava aberta e uma pasta com os documentos dos envolvidos foi encontrada, sendo possível identificar o endereço comercial da mãe. Os policiais acompanharam o menino até o Hospital Municipal Ruth Cardoso para realizar exames.

Outra equipe policial foi até o local de trabalho da mulher, encontrando-a e a conduzindo ao Hospital Ruth Cardoso para aguardar enquanto o filho era atendido. Após os exames de raio-x na cabeça da criança, foi constatado lesões internas que aguardavam avaliação de especialista. A menina de seis meses também passou por avaliação médica, mas estava bem.

Após o atendimento ser finalizado, a Polícia Militar deu voz de prisão à mulher pelo crime de lesão corporal grave ou gravíssima e maus tratos, e conduziu todos os envolvidos à delegacia. As crianças ficaram sob os cuidados do Conselho Tutelar de Camboriú.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade