- Publicidade -
- Publicidade -
25.3 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Agredida por seguranças de boate e largada na rua, mulher morre atropelada no Paraná

CURITIBA, PR (FOLHAPRESS) – Uma mulher de 28 anos foi agredida por seguranças de uma casa noturna na madrugada de domingo (28) em Cascavel (PR) e, ao ser largada na rua em frente ao estabelecimento, foi atropelada e arrastada por alguns metros por um carro. Ela morreu no local.

Um dos seguranças que agrediu a jovem é policial penal. A Polícia Civil do Paraná investiga o caso.

A vítima é Daiane de Jesus Oliveira. O sepultamento está previsto para a tarde desta segunda (29) no Cemitério Municipal de Tupãssi, cidade onde ela morava e que fica a cerca de 50 km de Cascavel.

- Publicidade -

Até o final da manhã desta segunda a Polícia Civil não tinha a identificação do motorista do carro. Os seguranças ligados à casa noturna, chamada Moonlight, ainda estavam sendo intimados para depoimento. Eles não tiveram os nomes divulgados.

Procurada, a PPPR (Polícia Penal do Paraná) afirmou, em nota, que foi aberto um procedimento administrativo na corregedoria para “apurar a conduta e as responsabilidades do policial penal”. Ele também foi afastado das funções “até que os fatos sejam esclarecidos”.

“Repudiamos veementemente atos de violência e ações isoladas não condizem com os princípios da Polícia Penal do Paraná e serão apuradas com rigor”, acrescentou a PPPR.

Procurada, a casa noturna Moonlight disse, em nota, que está colaborando com as autoridades e que os envolvidos foram afastados de suas funções enquanto “aguardamos os desdobramentos das investigações”.

A Moonlight afirmou ainda que “a atitude desses profissionais não reflete os valores e padrões éticos estabelecidos” e que repudia “qualquer forma de violência”. Disse também que “serão tomadas as medidas necessárias para evitar que situações semelhantes ocorram novamente”. “A empresa está empenhada em promover mudanças efetivas e aprimorar ainda mais nossos protocolos de segurança”, concluiu.

Imagens de câmera de segurança obtidas pelo portal G1 mostram um homem com uma lanterna na mão empurrando a mulher, que cai na calçada em frente à casa noturna, localizada na rua Paraná. Instantes depois, o homem chuta para a rua o que aparenta ser uma lata de bebida que estava ao lado dela. A mulher reage e vai para cima do homem, e os dois começam a brigar no meio da rua.

Outras duas pessoas saem da casa noturna e um deles também entra na confusão, para defender o segurança. A mulher leva chutes e empurrões. Ao final, ela acaba largada na rua e permanece deitada.

- Publicidade -

Uma motocicleta passa pela rua, mas ela não é atingida. Minutos depois, um grupo de cinco pessoas sai da boate e observa que há uma mulher deitada na rua. Segundos depois eles veem um carro se aproximando e fazem sinal com as mãos, tentando indicar que havia uma pessoa no asfalto, mas o carro não para e passa por cima da mulher.

Segundo o delegado Diego Ribeiro Martins dos Santos, da Polícia Civil, ainda não se sabe se a mulher estava inconsciente ou não quando foi deixada no asfalto. Ele disse que aguarda laudos periciais e a realização das oitivas para tipificar as condutas dos envolvidas na morte da jovem.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -