- Publicidade -
- Publicidade -
17.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Sueco que morava em Balneário Camboriú foi morto pelo sócio

Um sueco, de 21 anos, que morava em Balneário Camboriú foi encontrado morto na noite de quarta-feira (15), no Bairro da Barra. Quem o matou foi o sócio dele, também da Suécia, que foi preso em São José. 

Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta de 19h, na Rua Ildefonso Manoel Martins, na Barra e o rapaz foi encontrado morto, deitado perto da cozinha da casa onde morava, com sangue na cabeça e no tronco. Perto do corpo estava uma faca.

Durante o atendimento, a PM apurou algumas informações com as testemunhas, chegando a conclusão de que o suspeito do crime seria o próprio sócio da vítima, também sueco, que teria fugido com o carro da vítima, um Mercedes CLA 250, de cor cinza.  

- Publicidade -

Com as informações da placa do veículo e da identidade do suspeito, a PM de Balneário entrou em contato com a polícia de Florianópolis e com as polícias Federal e Civil dos aeroportos. 

Por volta das 20h15 foi constatado (pelos sistemas de informação) que o Mercedes CLA 250 havia entrado em Florianópolis, sendo possível localizar e abordar o motorista em São José. 

No interior do carro estavam três homens, sendo um deles o suspeito do crime e dois advogados. Indagados, o suspeito confessou o crime e foi conduzido para a delegacia de São José.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -