- Publicidade -
- Publicidade -
19.4 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Suspeitos de aplicar golpes de investimento foram presos em Balneário Camboriú e região

Desde a última semana, a Polícia Civil do Rio Grande do Sul vem trabalhando contra um grupo suspeito de aplicar golpes de investimento. Houve prisões em Balneário Camboriú e região. Na última segunda-feira (17), a Justiça prorrogou por mais cinco dias a prisão temporária dos suspeitos.

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos aplicavam golpe em falsos grupos de investimentos, que funcionavam via aplicativos de troca de mensagem (uma falsa empresa prometia investimentos no mercado de ações com a promessa de ganhos altos, através de uma plataforma digital denominada ‘gênesis.net’, nome ‘copiado’, em parte, de uma empresa do ramo financeiro, ‘Gênesis Investimentos’, que não tem relação com a investigação).

Divulgação/PCRS

Ao total, nove pessoas foram presas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Em SC, o esquema começou a ser desarticulado pela polícia na quarta-feira da semana passada (12), quando 79 ordens judiciais foram cumpridas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Em SC é onde reside a maior parte do grupo criminoso. 

- Publicidade -

Das nove prisões, cinco ocorreram em Balneário Camboriú, Tijucas, Porto Belo, São Lourenço do Oeste e Itapema. Pelo menos 11 suspeitos de integrar o grupo criminoso já teriam sido identificados – sendo que nove foram presos e dois estão foragidos.

O esquema é descrito como ‘gigantesco’ e há mais de 20 mil vítimas em todo o Brasil que depositaram valores nas contas dos suspeitos (Diversas contas foram identificadas pela polícia, todas no exterior, em ‘paraísos fiscais’, com valores que ultrapassam R$ 1 bilhão). Houve também a apreensão de dinheiro, documentos e carros de luxo.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -