- Publicidade -
16.8 C
Balneário Camboriú

A Câmara funciona melhor com menos vereadores, diz o presidente do Legislativo de Balneário Camboriú

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A afirmação vem da própria experiência, porque já participou de legislatura com 10, 13 e 19 vereadores

Entrevista concedida a Marlise Schneider Cezar

Marcos Augusto Kurtz (Marquinho), 55, nativo da praia, nasceu dois anos depois da emancipação de Balneário Camboriú.

É filho de Doraci e Osdy, casado com Luciana e pai de Carolina. 

Bacharel em Direito pela Univali, foi corretor de imóveis, mas na política encontrou sua vocação.Na primeira tentativa para chegar ao Legislativo, em 2004, como petista, ficou na suplência.

- Publicidade -

Em 2005 foi conselheiro tutelar, onde atuou por três anos. Costuma dizer que nos três anos de Conselho Tutelar aprendeu a ver a cidade com outros olhos, uma realidade que desconhecia e que o motivou para seguir buscando seu espaço na política.

Em 2007 filiou-se ao MDB, estreando como vereador em 2009. Na 12a.legislatura ficou na suplência, exerceu o mandato em 2013 e 2014. De fevereiro de 2015 até março de 2016, ocupou a presidência da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC). Na ocasião, disse que nunca praticou, mas sempre gostou muito de esportes em geral. Em maio retornou ao Legislativo, ocupando a vaga deixada por Elton Garcia. Ficou até dezembro daquele ano. 

Elegeu-se para a 13ª Legislatura (2017-2020) com 1.082 votos. Nunca foi um oposicionista ferrenho, mas em 2020 foi ‘convidado’ a sair do PMDB por discordar da direção do partido. Foi trabalhar com o prefeito Fabrício Oliveira. Ficou um tempo sem partido e para concorrer nas eleições de outubro, filiou-se ao Podemos, que o levou pela quarta vez ao Legislativo, desta vez com 1.075 votos. 

- Publicidade -

No primeiro dia do ano, em disputa acirrada com Cristiano José dos Santos (PL) foi eleito por 10 votos a 9 presidente do Legislativo. O voto que garantiu a presidência veio do partido que disputava o cargo com ele (PL), através do vereador Asinil Medeiros. 

Nesta semana, o presidente legislativo falou ao Página3 sobre sua carreira política e sua nova função que estará desempenhando nos próximos dois anos. Sempre discreto e reservado, disse que não haverá grandes mudanças na Câmara  e que vai governar seguindo o modelo vigente..

Com a esposa e a filha (Foto Arquivo Pessoal)

JP3 – Como avalia a sua vitória na eleição para presidência do Legislativo?

MK – Acredito que a vitória foi fruto das realizações durante minha caminhada, busquei primeiramente o apoio dos meus colegas de partido e dos vereadores da base aliada, que sabem da seriedade, transparência e dedicação que sempre tive durante toda minha vida pública.

JP3  – Como transcorreu a campanha para esta eleição? 

MK – Foi uma campanha bem atípica e difícil, mas no decorrer da vida pública consegui fazer muitos amigos que acreditam em mim e nos meus objetivos como representante político. Busquei me aproximar mais dessas pessoas, mostrando o quanto são importantes e necessárias para nossa vitória. Multiplicadores organizados e unidos também fizeram a diferença nessa campanha.

JP3 – Foi a primeira vez que concorreu ao cargo maior do Legislativo? 

MK – Sim, mas já participei da Mesa Diretora, como Vice-presidente e primeiro secretário.

“Quero buscar a participação mais efetiva da comunidade na Casa do Povo”

JP3 – Quais são os planos para os próximos dois anos à frente do Legislativo? 

MK – Pretendo continuar o trabalho transparente que já vem sendo realizado na Câmara, com muito zelo pela coisa pública. Quero buscar a participação mais efetiva da comunidade na Casa do Povo. Também estarei analisando as reformulações que demonstrarem ser necessárias para uma melhor administração do Legislativo.

JP3 – Os dois vereadores mais votados anunciaram que vão defender a Reforma Administrativa e a redução do número de vereadores. Qual é a sua opinião sobre estes dois assuntos?

MK – A Reforma Administrativa é importante para otimizar custos, e dar uma oportunidade maior aos servidores públicos municipais. A respeito da redução do número de vereadores, com a experiência que já tive trabalhando com o número de 10, 13 e 19 vereadores, realmente é de que a Câmara funciona melhor com menos vereadores. Mas este assunto deve ser amplamente discutido com a comunidade, a participação e opinião do povo é muito importante nessa possível alteração. Entretanto, também devemos trabalhar a redução do repasse feito à Câmara de Vereadores, pois sem isso não teria efetivamente  o porque da redução do número de vereadores.

JP3 – O enxugamento da máquina pública e a redução das contas públicas foram assuntos muitas vezes debatidos no Legislativo, mas não andaram, aparentemente não conquistaram o interesse da maioria. Como o Sr. analisa essas questões?

MK – São questões muito importantes. Infelizmente esses projetos só aparecem em época de eleição, para atrair a atenção dos eleitores com propostas demagogas.

“Optei por me filiar ao Podemos, para continuar desempenhando meu papel de representante legislativo da melhor forma possível”

JP3 – A sua vida político partidária iniciou no PT, onde ficou por dois anos. Depois filiou-se ao MDB, onde permaneceu por 13 anos e ano passado, depois de ficar um tempo sem partido, assinou ficha no Podemos. Como descreve sua experiência partidária?

MK – Sim, iniciei minha vida pública como candidato pelo PT, onde fiquei como primeiro suplente. Depois fui eleito vereador pelo MDB, e por divergências, por não concordar em fazer oposição simplesmente por interesses partidários, que não visavam o melhor para a cidade de Balneário Camboriú, optei por me filiar ao Podemos, para assim poder continuar desempenhando meu papel de representante legislativo da melhor forma possível.

JP3 – Na vida pública, foi conselheiro tutelar, vereador, superintendente da Fundação Municipal de Esportes e secretário de Articulação do prefeito Fabrício. Qual foi a função que trouxe mais realizações para sua vida?

MK – Todas as experiências que tive na vida pública foram muito importantes. Mas a primeira experiência, como Conselheiro Tutelar, me trouxe uma visão muito diferente daquela que eu tinha sobre a cidade. Vi uma realidade muito vulnerável em diversos setores da sociedade, e a partir dali tive uma motivação muito maior para adentrar na vida pública em busca de soluções para mudar essa realidade.

JP3 – Na condição de nativo, o que gostaria de mudar ou melhorar em Balneário Camboriú?

MK – Uma das ações que sempre visei e que gostaria que acontecesse em Balneário Camboriú é a recuperação total do Rio Camboriú. Sei que devemos ter uma ação efetiva na cidade vizinha para que isso se torne realidade, mas acredito que nossa cidade possa fazer parceria juntamente com o município de Camboriú para que esse sonho se torne realidade.

“Uma das ações que sempre visei e que gostaria que acontecesse em Balneário Camboriú é a recuperação total do Rio Camboriú”

JP3 – Como enxerga o futuro de Balneário Camboriú?

MK – Balneário Camboriú com certeza continuará tendo um futuro brilhante. Com muitas ações do governo para melhorar a qualidade de vida dos munícipes, como a reformulação da Avenida Atlântica e o alargamento da faixa de areia da praia. Também novos atrativos que fomentam cada vez mais o turismo.

JP3 – Quais as principais mudanças que o Sr. vai promover no legislativo municipal?

MK – Não haverá grandes mudanças na Câmara de Vereadores. A Câmara possui um fluxo de trabalho muito bom, com servidores excelentes e competentes. Hoje, os projetos ao passar pela Comissão de Justiça e Redação estão concomitantemente seguindo para as demais Comissões para serem analisados de uma só vez. Ademais, quero incentivar a Escola do Legislativo, a Câmara Mirim e buscar a interação da comunidade com a Câmara de Vereadores.

No comando da Mesa Diretora (Foto Márcio Gonçalves)

“Quero incentivar a Escola do Legislativo, a Câmara Mirim e buscar a interação da comunidade com a Câmara de Vereadores”.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -