- Publicidade -
- Publicidade -
24.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Eduardo Bolsonaro reprisa o irmão Carlos e critica Lula por preço de gasolina no governo do pai

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) fez uma publicação em redes sociais para criticar o aumento dos preços dos combustíveis no governo de Luiz Inácio Lula da Silva, mas usou, para isso, uma reportagem de março do ano passado, quando seu pai, Jair Bolsonaro (PL), ainda era presidente.

A publicação, feita na manhã desta terça-feira, 7, foi removida pouco tempo depois. “R$ 11,56 o litro de muito amor, democracia, diálogo, harmonia e instituições. #FazoL”, dizia o texto apagado, que trazia ainda a reprodução de uma reportagem do Correio Braziliense, de 11 de março de 2022, com a foto de uma bomba de gasolina indicando o preço do litro acima de R$ 11.

No começo de fevereiro, o mesmo equívoco foi cometido por outro filho de Bolsonaro, o vereador no Rio Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). Ele compartilhou uma matéria de março de 2022, que indicava que em dois Estados brasileiros o litro da gasolina estava custando mais de R$ 10.

- Publicidade -

O caso publicado nesta terça pelo deputado é da cidade de Jordão, no interior do Acre, próximo da fronteira com o Peru. Apesar de o deputado ter excluído o post, ele continua repercutindo nas redes. Um dos parlamentares que comentou a publicação foi o deputado federal André Janones (Avante-MG), que ironizou a publicação do filho do ex-presidente.

Na última sexta-feira, 3, o Supremo Tribunal Federal tornou Eduardo Bolsonaro réu em um processo por difamação contra a também deputada Tabata Amaral (PSB-SP) por causa de publicações que ele fez em outubro de 2021.

(Por Isabella Alonso Panho, especial para AE)

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -