- Publicidade -
- Publicidade -
15 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Governo Lula tem 33% de avaliação positiva e 33% de negativa, aponta pesquisa Quaest

O governo Lula (PT) possui 33% de avaliação positiva, os mesmos 33% de opiniões negativas e 31% de regulares, segundo pesquisa Quaest divulgada nesta quarta-feira (8). Outros 3% não souberam ou não quiseram responder.

Os resultados mostram estabilidade em relação ao levantamento anterior, realizado em fevereiro, que registrou avaliação positiva do petista de 35% e negativa de 34%, além de 28% entre os com considerações regulares sobre a administração.

A empresa de pesquisa e consultoria entrevistou presencialmente nesta rodada 2.045 brasileiros com 16 anos ou mais em 120 municípios da última quinta-feira (2) até segunda-feira (6). A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

- Publicidade -

Entre os segmentos regionais, é possível ver oscilações para baixo na avaliação positiva do presidente no Nordeste, com 48% na atual pesquisa ante 51% na anterior, no Sudeste, com 26% contra 30% em fevereiro, e nas regiões Centro-Oeste e Norte, contabilizadas em um único gráfico, com 30% atualmente e 33% antes.

Já entre as opiniões negativas o petista apresentou estabilidade em todas as regiões, com pequenas oscilações nos números, todas dentro das margens de erro estabelecidas pela pesquisa.

Também houve estabilidade no segmento que engloba os eleitores de Jair Bolsonaro (PL) em 2022. Foram registradas 72% de opiniões negativas sobre a gestão petista, ante 73% na pesquisa anterior.

Entre os que votaram no atual mandatário, houve oscilação para baixo na avaliação positiva: eram 65% em fevereiro e agora são 61%.

A Quaest também perguntou a opinião sobre a avaliação do trabalho que o chefe do Executivo está fazendo neste terceiro mandato, e os resultados seguem a tendência de estabilidade: são 50% os que aprovam o trabalho de Lula, ante 51% na rodada anterior, e 47% os que reprovam, contra 46% de fevereiro. Não souberam ou não quiseram responder 3%.

Nessa pergunta, é possível ver uma oscilação no percentual de evangélicos que aprovam o trabalho da atual administração, que é de 39% agora e era de 35% na pesquisa anterior, e entre os que reprovam, que são 58%, e antes eram 62%.

Em outra questão, a empresa de pesquisa e consultoria questionou se os eleitores acreditavam que o petista é ou não bem-intencionado. Para 51%, ele é bem-intencionado, e 42% consideram que ele não é. Outros 7% não souberam ou não quiseram responder.

- Publicidade -

A Quaest quis saber também se, na opinião dos eleitores, o Brasil está indo na direção certa ou errada, e 49% veem um rumo errado, enquanto 41% acreditam que o país caminha corretamente. Não souberam ou não quiseram responder a essa questão 10%.

O levantamento da Quaest é financiado pela corretora de investimentos digital Genial Investimentos, controlada pelo banco Genial.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -