- Publicidade -
- Publicidade -
14.6 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Lideranças de Balneário Camboriú falam sobre a importância dos jovens na vida pública

Não é incomum encontrar jovens que dizem não gostar de política ou não se interessar sobre o assunto. Porém, é importante que essa situação mude e Balneário Camboriú tem exemplos, tem jovens lideranças, como o atual prefeito, Fabrício Oliveira, que desde cedo começou a sua trajetória na vida pública, como conselheiro tutelar e vereador. 

O Página 3 ouviu moradores da cidade e envolvidos com a política para destacar a importância dos jovens ‘se antenarem’ mais sobre política. Acompanhe.

Prefeito destaca que experiência vem das vivências

Divulgação/PMBC

O prefeito Fabrício Oliveira destacou que ‘o mundo mudou muito’ e que isso traz pontos negativos e positivos – entre os negativos ele destacou a taxa de natalidade, que estaria ‘baixando muito’, e que isso implica ‘uma série de fatores’ e estaria ligado diretamente com a presença dos jovens. 

- Publicidade -

“É muito importante que tenhamos mais jovens participando da evolução da política, da gestão pública, assumindo responsabilidades mais cedo. Vejo isso como aprimoramento. Eu comecei muito jovem, as minhas decisões de hoje estão mais evoluídas que as decisões do passado, mas é a experiência, o caminho, cair e levantar, que te dá isso”, avaliou.

Fabrício argumenta que é ‘muito importante’ que jovens incorporem responsabilidades – isso inclui participar da vida pública e pode estar ligado a atuar partidariamente. 

“Quanto antes acontecer, maior vai ser o aprimoramento do mundo, que corre em velocidade muito grande. Tenho incentivado muito isso quando tenho oportunidade de conversar com jovens. Digo sempre que precisam entender qual é a sua vocação – por exemplo, se é se relacionar com pessoas ou com números, e tudo isso tem importância. Se for o foco em pessoas, busco motivar os jovens a entrarem na política, mas para isso é preciso vocação”, acrescentou.

Ele segue dizendo que espera que os jovens de Balneário busquem saber do que gostam e que encontrem ‘verdadeiramente aquilo que os preenche, um propósito que vem de dentro’.


Vereador iniciou cedo na política

Divulgação

O vereador Eduardo Zanatta (eleito pelo PDT e atualmente no PT) está em seu primeiro mandato na Câmara de Balneário, mas antes disso ele era chefe de gabinete do então vereador Pedro Francez. 

Zanatta atuou ainda antes disso na construção das políticas de juventude: ele presidiu o Conselho Municipal da Juventude, em 2014, e participou da construção da Política Nacional da Juventude, salientando que neste sábado (5) o Estatuto da Juventude celebra 10 anos. 

“É o resultado de uma luta histórica da juventude brasileira. Em 2010 conseguimos colocar a palavra ‘juventude’ na Constituição Brasileira, porque até então só tratavam de criança e adolescente, e em 2013 ocorreu a aprovação e sanção do estatuto nacional, uma legislação que tramitava desde 2003 e que estabeleceu direitos, inclusive a meia-entrada no país todo”, relembra.

- Publicidade -

O vereador afirmou que essa mobilização política foi ‘muito importante’ para estar como vereador hoje, algo que ele diz ser motivo de muito orgulho, e que interferiu em sua visão de sociedade, cidade e no que defende na Câmara. 

“Vejo que ainda temos muito o que avançar em Balneário, e começamos isso garantindo a realização da Conferência Municipal da Juventude, que deverá acontecer ainda neste ano, porque a Conferência Nacional está confirmada para o fim deste ano. Eu vou defender para ter a Municipal, tenho dois assessores que são do Conselho Municipal da Juventude e estão lutando pela Conferência Municipal”, acrescenta.

Zanatta aproveita para citar que neste sábado (5), às 20h, no Sinte, em Itajaí, acontece o I Encontro da Juventude do PT de Itajaí, e que o momento é aberto para os petistas e também para quem é simpatizante e quer discutir políticas públicas voltadas para a juventude. 

“Vejo que é importante qualquer tipo de formação coletiva, seja para adolescente ou jovem, que saia da própria realidade e participe de processos coletivos – seja num partido político, igreja, escotismo, movimento estudantil… que perca a noção que a sua visão é a única correta, pois com mais visões forma uma visão política, de cidade e mundo. O município tem que atuar para potencializar essa participação e movimentos”, completou.


Victor Forte, o vereador mais jovem  

Divulgação

Victor Forte, que agora tem 25 anos, é o vereador mais jovem da história de Balneário Camboriú, ele foi eleito  com 23 anos. 

“Ser o vereador mais jovem de Balneário Camboriú é uma responsabilidade e tanto. São três anos que só reafirmam que, apesar de ser uma cidade cuidada e organizada, preciso fazer ainda mais e estar presente em todas as decisões que envolvam o futuro de Balneário. 

Esses anos reafirmam meu desejo de estar sempre em movimento, aprendendo e representando e levando para Câmara as demandas de pessoas que acreditaram em mim. Tem sido de conquistas, aprendizado e promissor”, analisou.

O vereador disse também que vê que Balneário Camboriú é também uma cidade jovem (o município completou 59 anos de emancipação política em julho), que tem muita vida e movimento, e que acredita que isso atrai muitos jovens, tanto de fora quanto daqui. 

“Vejo que temos muita oportunidade. Percebo que Balneário traz esse entusiasmo para quem mora aqui. Entusiasmo de criar, construir e sonhar. Vejo muitos jovens trabalhando em diversas áreas, estudando, produzindo conteúdo e empreendendo. Nossa cidade tem muitas oportunidades, pois geralmente os projetos e sonhos começados aqui fluem e dão certo”, comentou.

Victor é do PL, o partido do prefeito Fabrício, e é também uma liderança dentro da Juventude da sigla. 

“O jovem na política traz bastantes conquistas para o local que contribuímos socialmente. Não somente a renovação da política, das novas ideias, mas a inclusão e a representatividade, de levar e defender as pautas do grupo. Os jovens se sentem representados e se envolvem mais com a política, por se sentirem presentes no cenário político, mesmo que através de outros, como no meu caso, que também represento a juventude de BC. Sem contar, que o futuro somos nós, e estar envolvido e conhecer te faz estar mais pronto para o amanhã e construir um futuro melhor para nossa cidade ou país”, completou.


Vereadora destaca a importância de mais oportunidades para eles

Foto Rodrigo Luft

A vereadora Juliana Pavan completou 40 anos neste ano, mas desde cedo acompanha a vida política do pai, Leonel Pavan. Ela também é mãe de uma jovem, Maria Giulia, que tem 18 anos. 

Na última semana, Juliana se reuniu com um grupo de jovens, que pediram o encontro para relatarem suas necessidades – a principal delas foi por mais espaço no mercado de trabalho. 

“A visão deles me chamou atenção, um pedido deles é a falta de diálogo, falta de políticas públicas para que possam abrir portas para eles, no intuito de terem oportunidade de alcançarem seus objetivos, quando falamos de primeiro emprego e capacitação profissional”, disse.

Juliana salientou que os jovens relataram para ela que querem que cursos e oportunidades estejam ao alcance e pontuaram para conseguir oportunidade – como o primeiro emprego. 

“Falaram muito sobre garantir espaço para jovens de escolas públicas conseguirem ingressar no mercado de trabalho. O bate-papo que tivemos foi sobre oportunidade, o que falta para eles. Querem saber o que o gestor e políticos podem trazer para eles, comentaram muito sobre a carência – palestras, bate-papos, ações para direcionar, como podem se inserir no mercado de trabalho, como enfrentar ‘não’ que encontram. Senti que querem ser ouvidos. Deixaram claro que não conseguem espaço para falar o que querem expor, o que acreditam”, afirmou.

A vereadora opinou ainda que vê que hoje o jovem está mais politizado do que nunca, e que são pessoas que estão interessadas em expor ideias e falar o que defendem. 

“O que mais pediram foram cursos e oportunidade de emprego. Há três anos, quando minha filha tinha 15 anos, conversávamos sobre ela começar a trabalhar. Ela perguntava ‘como vou começar a trabalhar? Só sei estudar’. 

Na época, ela começou a trabalhar no período da tarde, no escritório da construtora da família. E ela perguntou ‘e quem não tem empresa na família? Onde procuram?’. A pergunta dela ficou no ar. 

Balneário não tem hoje um levantamento de jovens que querem trabalhar. Vale lembrar, não são apenas dados, são pessoas reais”, destacou.

Juliana inclusive tem um projeto de lei aprovado – o Selo Empresa Amiga da Juventude, que não foi colocado em prática pelo governo municipal. 

Segundo ela, empresas a procuram para saber mais, mas que não pode fazer nada, já que é a prefeitura que precisa agir. 

“Seria muito importante, porque as empresas seriam incentivadas a oferecer mais vagas aos jovens, o primeiro emprego. Só o Jovem Aprendiz não dá conta de todos os jovens que querem trabalhar em Balneário. Estamos falando da juventude, do futuro. Quanto mais ações efetivas, maior será o impacto positivo. Vejo que os jovens estão carentes de informação e interessados em saber”, completou.


Presidente da Juventude Tucana diz que participação ativa dos jovens na política ‘é fundamental’

Divulgação

Rhaissa Amarante é presidente da Juventude Tucana de Balneário Camboriú, a JPSDB, e conta que ao longo de sua jornada, diversos fatores a motivaram a ingressar na atuação política em Balneário. 

“A principal razão foi o desejo de impactar positivamente a comunidade em que vivo, buscando soluções para os desafios enfrentados, por isso fizemos grêmios estudantis nas escolas C.E.M Presidente Médici e E.E.B Higino João Pio. Acredito que a política é uma ferramenta poderosa para criar mudanças significativas e construir um futuro melhor para todos”, afirmou.

Ela comentou ainda que observa com grande otimismo a importância dos jovens de Balneário se envolverem na política e que vê que a geração traz uma visão fresca e inovadora, capaz de promover ideias transformadoras e enfrentar problemas de forma mais dinâmica. 

“A participação ativa da juventude é fundamental para assegurar que nossas vozes sejam ouvidas e nossas necessidades atendidas. Ser jovem em Balneário traz suas particularidades e desafios. As principais dificuldades que enfrentamos incluem o acesso a oportunidades educacionais e profissionais, bem como a escassez de espaços de lazer e cultura adequados. 

Para melhorar nossa realidade, é necessário investir na educação de qualidade, com ênfase em tecnologia e empreendedorismo, para preparar os jovens para os desafios do mercado de trabalho. Também é essencial criar mais espaços de convivência e atividades culturais, incentivando o desenvolvimento integral dos jovens”, completou.


Balneário tem também Conselheiro Nacional da Juventude

Divulgação

Guilherme Cardoso, de 26 anos, é assessor do prefeito Fabrício Oliveira e líder da Juventude do Podemos, o partido ao qual Fabrício integrava antes de se filiar ao PL, em 2022. Guilherme é bastante atuante nas políticas públicas voltadas à juventude, inclusive ocupando uma cadeira como Conselho Nacional da Juventude. 

“Acredito que os jovens de Balneário estão muito bem assistidos. Antes, na Secretaria de Inclusão Social, havia muitas divisões, como juventude, criança e idoso; hoje, com a Casa da Família, tudo é abraçado, sem essas divisórias. Há o programa Jovem Aprendiz, que é a porta de entrada para preparar os jovens para o mercado de trabalho, além de oficinas e cursos”, disse.

O jovem comentou ainda que vê que cursos de empreendedorismo e posicionamento digital possuem mais adesão do que outros, como os voltados para hotelaria e turismo, que é algo que normalmente Balneário oferece por ser uma cidade turística. 

“Temos que ter cursos atrativos e a tecnologia precisa entrar nisso, ainda mais para conseguir alcançar essa nova etapa da cidade, de trazer empresas de tecnologia, portanto é obrigatório que jovens estejam preparados. Vamos ter escolas de negócios na cidade, e sendo em empresas que são atrativas, deveremos ter mais jovens participando. Com o parque tecnológico, que é o futuro da cidade, virão mais empresas e oportunidades, e precisamos ter aqui a mão de obra para isso. É um caminho que está sendo feito”, afirmou.

Guilherme falou também sobre si – disse que quanto a vida política, se interessou por ter referências próximas, uma delas sendo o prefeito Fabrício. 

“Precisamos de jovens com vontade e isso inclui a política e liderança. Penso em vir ano que vem como vereador [ele correu a eleição de 2020 e fez 824 votos]. Ainda não defini qual vai ser meu partido, vou seguir a linha política do prefeito, que é a minha inspiração. Vejo que temos que renovar a Câmara, colocar gente nova. Precisamos também que os gestores estejam conectados com o que acontece no mundo. Se eu conseguir me eleger, vai ser um sonho de criança sendo realizado, e vou assumir com muita honra e felicidade”, completou.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -