- Publicidade -
- Publicidade -
26 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Nilson Probst e Marcelo Achutti seguem no comando do MDB de Balneário Camboriú

“Juntos seremos muito mais fortes, que venha 2024”

O MDB de Balneário Camboriu realizou sua convenção municipal na noite da última sexta-feira (14), na Câmara de Vereadores, onde o vereador Nilson Probst foi confirmado para mais um mandato à frente do partido. O vereador licenciado e atual secretário de Educação, Marcelo Achutti, é o 1º vice-presidente e o vereador licenciado, Eliseu Pereira, atual sub-prefeito na Barra, é o segundo vice-presidente.

Convenção aconteceu na sede legislativa com boa presença dos partidários (Divulgação/MDB)

Os emedebistas prestigiaram o evento, confirmando a recondução à presidência de Nilson Probst, que agradeceu a confiança e o apoio do prefeito Fabrício Oliveira, considerando que agora o partido, que era oposição ferrenha, está na base do governo.

Nilson citou também o trabalho de Magali Ignácio em frente à BC Trânsito e disse que já estão se preparando para o desafio de 2024 e que o partido terá um nome como candidato a majoritária municipal. 

- Publicidade -

“Estamos vivendo uma nova fase no MDB, por isso novos posicionamentos se fazem cada dia mais presentes em nossa sigla, por isso conto com o total apoio de todos do nosso partido. Juntos seremos muito mais fortes, que venha 2024 e os desafios que enfrentaremos certamente venceremos todos juntos”, disse.

Ainda durante discurso, o presidente destacou que o MDB em SC vem se posicionado e ‘crescendo de forma tranquila e organizada’, focando em continuar a ser o maior partido do estado. 

Piriquito se posicionou sobre o partido nas redes sociais

Ex-prefeito Piriquito se manifestou (Divulgação)

O ex-prefeito de Balneário Camboriú pelo MDB, Edson Renato Dias ‘Piriquito’, se posicionou sobre o partido que integrava (agora ele é do Republicanos) pelas redes sociais, afirmando que ‘duvida’ que o MDB terá candidato a prefeito em Balneário em 2024. 

“Depois de se entregarem por carguinhos ao atual governo municipal jogaram no lixo a história vencedora do MDB de BC”, escreveu, citando ainda que a política do ‘entreguismo’ não revela líderes vencedores e sim ‘oportunistas’. 

Ele também respondeu comentários sobre achar ‘lamentável’ a atitude de Marcelo Achutti, que deixou de ser vereador oposicionista e hoje é secretário de Educação.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -