- Publicidade -
- Publicidade -
27.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Um projeto rejeitado e três apresentados em 1ª discussão na sessão legislativa desta terça-feira

A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú realizou, nesta terça-feira (14), a 10ª sessão ordinária do ano. A ordem da pauta foi invertida a pedido da vereadora Juliana Pavan (PSDB), com anuência do plenário.

O primeiro projeto analisado foi o Projeto de Lei Ordinária 220/2018, do vereador Lucas Gotardo (Novo). A proposição revoga a Lei 3.068/2010, que dispõe sobre a obrigatoriedade do uso de crachá de identificação que permita a visualização de nome, função e foto dos funcionários que prestam serviços de segurança em casas noturnas, bares, restaurantes ou similares. Após ampla discussão, os parlamentares rejeitaram o projeto, com 10 votos contrários e cinco favoráveis, e ele será arquivado.

Confira no quadro ao final da matéria as deliberações dos outros projetos constantes na pauta. Leia o relatório de votações clicando aqui, e a relação das moções aprovadas, e dos pedidos de informações e indicações encaminhadas na reunião, aqui.

- Publicidade -

No início da reunião, foi feita a entrega da Moção 52/2023, do vereador Kaká Fernandes (Podemos), de aplauso à Evandra Augusto Ventura, “pelos relevantes serviços prestados nos últimos 2 (dois) anos, como Diretora do Projeto Oficinas, no Centro Educacional de Atendimento no Contraturno”.

Evandra tem um longo histórico na educação de Balneário Camboriú, onde atua desde 1990.

fonte: Assessoria de Comunicação CVBC

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -