- Publicidade -
- Publicidade -
15.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Vereador Asinil é expulso do PL no rastro da briga de Fabrício com Carlos Humberto

O Partido Liberal (PL) de Balneário Camboriú expulsou nesta sexta-feira o vereador Asinil Medeiros, aumentando as divergências entre o prefeito Fabrício Oliveira (Podemos) e seu vice Carlos Humberto Silva (PL) que estão rompidos desde o começo do ano.

Em janeiro, o PL de Carlos Humberto, partido que tem forte tradição de “trairagem” na política municipal, liderou um movimento para vencer o candidato de Fabrício à presidência da Câmara, e só não conseguiu porque Asinil Medeiros votou com o prefeito e não com o seu partido.

- Publicidade -

Em síntese, Carlos Humberto queria trair Fabrício, mas não conseguiu porque foi “traído” por Asinil, que não quis trair o prefeito.

O PL anunciou que pedirá à justiça a vaga de Asinil na Câmara, mas é improvável que consiga, pois na eleição para a presidência da Câmara cada vereador tinha liberdade de votar como achasse mais correto.

O que o vice pretende, aparentemente, é pegar carona no cargo de prefeito, com a renúncia de Fabrício para concorrer a um cargo estadual ou federal em 2022, o que parece cada vez mais longe de acontecer.

Nesta semana, o prefeito começou a cortar as asas do grupo do vice-prefeito, substituindo a secretária do Planejamento, Adeltraut Zoschke Schappo, ligada ao PL, pelo empresário Mohamad Hussein Abou Wadi, presidente da UniAvan.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: