- Publicidade -
- Publicidade -
17 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Vereador Lenon disse que faltou planejamento do governo no retorno do ano letivo em Camboriú

Faltam professores, monitores e várias escolas estão em reforma

No primeiro dia de retorno às aulas em Camboriú, nesta segunda-feira (7), o vereador John Lenon Teodoro visitou as escolas e constatou a falta de professores, monitores de inclusão e de merendeiras em várias delas.

Em visita à escola Ivone, onde estudam 1400 alunos (Divulgação/Gabinete)

“A situação mais preocupante está na Escola Ivone Terezinha Garcia no Santa Regina, onde estudam 1400 alunos. A escola está em reforma e até o laboratório de ciências virou sala de aula. Além disso, estão faltando mais de 20 professores, tinha apenas uma merendeira e uma ajudante para preparar e servir a merenda aos alunos”, lamentou o vereador.

No Caic, que também está em reforma (Divulgação/Gabinete)
- Publicidade -

Ele citou ainda dificuldades no CAIC Jovem Ailor Lotério e na Escola Andrônico Pereira, que também iniciaram o ano letivo com reformas em andamento. O vereador observou ainda superlotação em algumas salas de aulas, falta de manutenção entre outras questões específicas de cada escola.

O relatório desta fiscalização será encaminhado para a Secretaria de Educação para que sejam tomadas as devidas providências.

Para Lenon, começar o ano letivo com falta de profissionais, prejudica os estudantes.

“É o reflexo da falta de planejamento do governo municipal para o início do ano letivo”, emendou.

- Publicidade -

Enquanto o vereador circulava pelas unidades escolares, a prefeitura publicou o chamamento de monitores de inclusão e de profissionais temporários para trabalhar na educação infantil e em séries iniciais.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: