- Publicidade -
28 C
Balneário Camboriú

Vereadora Juliana Pavan sugere implantação de energia fotovoltaica no Hospital Ruth Cardoso

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A vereadora Juliana Pavan protocolou indicação para a prefeitura estudar a possibilidade de implantar energia fotovoltaica no Hospital Municipal Ruth Cardoso, para reduzir os gastos. 

Juliana usa como exemplo o Hospital Bethesda, de Joinville, que recebeu um sistema fotovoltaico de geração de energia como parte do programa de eficiência energética da Celesc, e que Balneário poderia tentar uma parceria do tipo.

A vereadora considera importante Balneário pensar em energia fotovoltaica porque é uma forma de economia, já que é sem custo e sustentável. 

“Me admira que o atual governo está na segunda gestão e não tiveram ideia para minimizar esse custo. Em janeiro deste ano a conta de energia do Ruth Cardoso foi de R$ 101 mil. O ano inteiro ultrapassa R$ 1 milhão. Por isso, comecei a pesquisar e descobri que o Hospital Bethesda, de Joinville, conseguiu parceria com a Celesc, já que kit de gerador fotovoltaico custa caro, e Balneário também pode ir atrás disso”, diz.

O valor de kit de gerador fotovoltaico realmente é alto – uma empresa especializada vende um com 14 placas (o Ruth Cardoso deve precisar de mais) por R$ 44,7 mil. 

“Mas é algo a se pensar, porque é uma energia que não tem custo e vale o benefício do investimento. É uma alternativa eficiente, de interesse público, com benefício social, coletivo e sustentável. Ainda não tive nenhum retorno da prefeitura sobre, mas continuarei falando a respeito porque precisamos buscar a sustentabilidade ambiental e alternativas eficientes para minimizar os custos”, completa.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -