- Publicidade -
- Publicidade -
26 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Vereadora questiona obra ‘parada’ da Casa da Criança, que agora será Casa do Autista

Prefeitura diz que inauguração será entre julho e outubro

A vereadora Juliana Pavan esteve nas obras da então Casa da Criança, que agora será Casa do Autista, no Bairro dos Municípios, nas proximidades da Casa da Sogra e do Núcleo de Atenção ao Idoso (NAI), e relatou que o local está em situação de abandono. 

Divulgação/Gabinete Juliana Pavan

A reportagem conversou também com a secretária de Inclusão Social, Christina Barichello, que disse que a inauguração da Casa será entre julho e outubro.

Vereadora diz que a obra visivelmente está parada

Juliana disse ao jornal que está ciente de que agora fala-se que no local será a Casa do Autista e não mais a Casa da Criança, e que fez uma indicação para Balneário Camboriú criar um local para dar atendimento ao autismo, mas que a Casa da Criança também precisa ser feita, por determinação do Ministério Público. 

- Publicidade -

A vereadora lembrou também que, de acordo com o contrato assinado em 2018, o valor da obra é de R$ 1.908.562,02 e já foram feitos oito aditivos ao contrato. 

“Precisamos ter a Casa da Criança em Balneário Camboriú. Tem um termo que trata da obra, que vem acontecendo. Fui visitar a obra recentemente e me deparei com calha caída, porta de vidro quebrada. Fiscalizo a obra desde 2021, e desde então, uma única vez encontrei duas pessoas trabalhando lá. Normalmente quando vou, não tem ninguém. A obra visivelmente está parada, você chega lá e encontra o estado de abandono. Fui ver e tinha quadro de luz com fios arrebentados, ferros enferrujados… tudo abandonado e quebrado”, explicou.

A vereadora recebeu mensagens de moradores das proximidades informando que no local há usuários de drogas, além da ‘prática de atos ilícitos’. 

“Isso me preocupa porque nas proximidades há o NAI, por exemplo, além de núcleos de educação infantil. O poder público deveria continuar a obra e isolar a área. Aproveito para questionar, se de fato mudarem de Casa da Criança para Casa do Autista, para onde vão as crianças que esperam a nova Casa? Hoje estão na Casa do Adolescente, o que não pode. O cronograma está todo atrapalhado. A empresa parou a obra e quando retomar, exigirá manutenções. Minha cobrança é por falta de informação e transparência, pois há demora na conclusão dessa obra pública, sem previsão de término. Um descaso”, acrescentou.

Divulgação/Gabinete Juliana Pavan

Secretária de Inclusão diz que obra vem sendo acompanhada

A secretária da Inclusão Social, Christina Barichello, confirmou ao Página 3 que no local será mesmo a Casa do Autista e não mais a Casa da Criança, e que a expectativa é que o complexo seja inaugurado entre julho e outubro. 

“Já contratamos muro para todo o entorno, entre a Casa do Autista e a Casa da Sogra. É uma obra que já foi determinada pelo Ministério Público, ainda anterior ao governo do prefeito Fabrício Oliveira, pois era objeto de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que o governo do então prefeito, Edson Renato Dias ‘Piriquito’ assinou e o prefeito Fabrício se comprometeu a fazer. Nesse tempo, mudou o promotor e entramos no entendimento de que onde é hoje a Casa da Criança e do Adolescente, na Rua Dom Miguel, no Bairro Vila Real, é um lugar muito mais acolhedor. Fizemos reformas, tem ala das crianças e dos adolescentes, e é muito mais aconchegante e de fato uma casa e não uma instituição. Ali eles ficarão”, informou.

Empresa responsável pela obra foi notificada

Por isso, a obra da Casa da Criança passou a ser a Casa do Autista, um projeto que o prefeito Fabrício já estaria defendendo desde 2021. 

- Publicidade -

Christina disse que estão acompanhando com frequência e inclusive enviou ao jornal um documento de 15 páginas com fotos e informações mostrando quando havia trabalhadores no local e quando não havia ninguém trabalhando [tudo foi notificado, com detalhes e imagens]. 

A empresa responsável, que ganhou a licitação para fazer o muro da Casa, foi notificada três vezes. 

“Não temos como começar a fazer as obras internas, adaptações que precisamos, porque temos que finalizar o entorno, mas não falta muito. Tem o trâmite normal, e depois disso iremos fazer a decoração interna. A expectativa é inaugurar entre julho e outubro. É algo que vem para somar, com a AMA Litoral, que já existe e é muito atuante. Iremos reforçar o trabalho, pois hoje tem muitas pessoas na fila, mais de 200”, acrescentou.

Projeto piloto está acontecendo: Casa terá atendimento multiprofissional

A secretária explicou ainda que a Casa do Autista terá a metodologia Casa-Escola, pois a criança e/ou adolescente poderá passar o contraturno escolar lá. Também no local será feito o diagnóstico de autismo e atendimento para os familiares e até professores do autista. 

“O fluxograma seguirá o diagnóstico, seguido do acompanhamento do autista e de seus familiares e pessoas próximas. Desde abril/2022 fazemos um projeto piloto, atendendo na Casa da Família 30 crianças autistas e suas famílias. Teremos a questão nutricional, esporte e atendimento multiprofissional, com psicólogo, fonoaudiólogo, nutricionista, neuropediatra e terapia com animais”, detalhou, citando ainda que já está alinhada parceria com uma universidade e que o prefeito já busca recursos para o projeto desde 2021. 

“O prefeito chegou a apresentar para o Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania e para o então governador de SC, Carlos Moisés, e apresentará novamente para o governador Jorginho Mello. É um sonho de quase dois anos que em breve será realidade”, completou.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -