Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Restam apenas 3 leitos na UTI para covid do Ruth Cardoso

Irresponsabilidade social pressiona os serviços de saúde em todo o Estado

Quinta, 19/11/2020 7:25.

Publicidade

O boletim desta quarta-feira, 18, mostrou que a UTI para covid do Hospital Municipal Ruth Cardoso está com 27 pacientes internados, 90% da capacidade e restam apenas 3 leitos.

O crescimento da ocupação da UTI foi rápido, as internações por covid costumam ser de longa duração, portanto é provável que em breve seja necessário transferir pacientes para outros hospitais.

O Hospital Marieta, em Itajaí, tinha nesta quarta-feira 27 leitos de UTI, mas o crescimento das internações é rápido e não existe certeza que haja profissionais de saúde qualificados, em quantidade suficiente, para fazer frente à demanda.

A cada 10 leitos de UTI são necessários 3 médicos intensivistas; 3 enfermeiros especializados e 15 profissionais de enfermagem, um exército exausto de profissionais porque a irresponsabilidade de parcela da população não permite o controle da pandemia.

A doença cresce aceleradamente em diversas regiões do Estado que acumula mais de 23.589 doentes, um recorde desde o início da pandemia em março.

Em 24 horas foram 4.210 novos casos e por isso as UTI de diversos hospitais catarinenses se encaminham para o esgotamento de leitos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Restam apenas 3 leitos na UTI para covid do Ruth Cardoso

Irresponsabilidade social pressiona os serviços de saúde em todo o Estado

Publicidade

Quinta, 19/11/2020 7:25.

O boletim desta quarta-feira, 18, mostrou que a UTI para covid do Hospital Municipal Ruth Cardoso está com 27 pacientes internados, 90% da capacidade e restam apenas 3 leitos.

O crescimento da ocupação da UTI foi rápido, as internações por covid costumam ser de longa duração, portanto é provável que em breve seja necessário transferir pacientes para outros hospitais.

O Hospital Marieta, em Itajaí, tinha nesta quarta-feira 27 leitos de UTI, mas o crescimento das internações é rápido e não existe certeza que haja profissionais de saúde qualificados, em quantidade suficiente, para fazer frente à demanda.

A cada 10 leitos de UTI são necessários 3 médicos intensivistas; 3 enfermeiros especializados e 15 profissionais de enfermagem, um exército exausto de profissionais porque a irresponsabilidade de parcela da população não permite o controle da pandemia.

A doença cresce aceleradamente em diversas regiões do Estado que acumula mais de 23.589 doentes, um recorde desde o início da pandemia em março.

Em 24 horas foram 4.210 novos casos e por isso as UTI de diversos hospitais catarinenses se encaminham para o esgotamento de leitos.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade