- Publicidade -
- Publicidade -
27.5 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Após morte de jovem prefeitura de Balneário Camboriú anuncia centro de referência para dengue

Segundo informações apuradas pela reportagem, o serviço público não dispunha de testes rápidos para dengue, produto que custa R$ 10,00 em farmácias.

O secretário da Saúde de Balneário Camboriú, Omar Tomalih, anunciou que a partir de segunda-feira será ativado na Avenida Palestina, esquina com a Rua Suíça, um centro de referência para atender pacientes de dengue, dispondo de testes rápidos para os casos com sintomas mais graves.

A providência decorre da morte, no último domingo, de Larissa Henckel Nascimento, 25 anos, que desde a terça-feira anterior foi duas vezes à UPA do Nações e ao Hospital Ruth Cardoso (no sábado), sem que aparentemente os médicos diagnosticassem a dengue hemorrágica que a vitimou.

Segundo informações apuradas pela reportagem, o serviço público não dispunha de testes rápidos para dengue, produto que custa R$ 10,00 em farmácias.

- Publicidade -

No domingo, com a colaboração financeira de amigos, a família levou a jovem em estado gravíssimo a um hospital particular, o da Unimed, onde ela entrou por volta das 13h, teve duas paradas cardiorrespiratórias e foi a óbito cerca das 16h.

Segundo informações da direção do hospital da Unimed os médicos, baseados na experiência, desconfiaram de dengue hemorrágica e providenciaram o exame que deu positivo para a doença que matou a jovem.

Larissa faleceu de dengue hemorrágica (foto do acervo familiar)

O secretário Omar antecipou que serão reforçadas as campanhas de combate ao mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue e outras doenças graves, mas isso costuma ter pouco efeito, pois há anos as pessoas são alertadas, sem que alterem seu comportamento.

Na tarde de ontem, devido ao aumento explosivo de pacientes com dengue em seu hospital, a Unimed Litoral emitiu a seguinte nota:

Unimed Litoral alerta para aumento dos casos de dengue

A Unimed Litoral alerta a comunidade para se prevenir adequadamente contra a dengue, devido ao expressivo crescimento de casos da doença em nossa região.

As pessoas devem se proteger com roupas que não exponham a pele; aplicar inseticidas e repelentes em casa e no trabalho e usar mosquiteiros.

Para evitar a reprodução do mosquito transmissor da dengue, é preciso eliminar água em vasos de plantas, pneus, garrafas, piscinas sem uso e outros recipientes, por menores que sejam.

- Publicidade -

Mais informações sobre prevenção à dengue estão disponíveis no portal do Ministério da Saúde, no link https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z/d/dengue.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -