- Publicidade -
16.7 C
Balneário Camboriú

Balneário Camboriú realiza ação no Nova Esperança

Dia Estadual de Mobilização contra o Aedes aegypti neste sábado tem foco na prevenção

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Balneário Camboriú tem atualmente 1.178 focos do mosquito Aedes aegypti e de acordo com o Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti (LIRAa), realizado semana passada, foram anotados 58 focos do transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya.

A diretora da Vigilância Ambiental de Balneário Camboriú, Eliane Guedes Casatti disse que o levantamento é feito para verificar o índice de infestação do mosquito no município. 

“Resultou em 58 focos, gerando a classificação de Médio Risco. Para evitar que esses números aumentem, estamos reforçando nosso programa de combate à dengue”, disse.

Dia D neste sábado 

O Programa de Combate à Dengue tem atualmente 60 agentes em campo, eles fazem visitas o ano todo para orientar sobre os cuidados e como evitar focos de criadouros.

Mas neste sábado, Dia Estadual de Mobilização, o mutirão vai acontecer no Bairro Nova Esperança, por ser o bairro com mais focos no momento: 129.

Em Santa Catarina

- Publicidade -

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE/SC) Santa Catarina registrou 18 mil casos neste ano, um número que surpreendeu, porque o ano ainda terminou e já superou os 11.376 casos confirmados no ano passado.

O último boletim emitido pela DIVE/ SC, identificou 50.321 focos do mosquito em 221 cidades catarinenses. Desses casos, 118 são considerados infestados.

O mosquito

O Aedes aegypti tem porte pequeno, cor marrom médio e pode ser reconhecido por nítida faixa curva branca, de cada lado do tórax, nas patas, onde apresenta listras brancas.

Os cuidados

- Publicidade -

Com a chegada do verão, calor e chuva é um ambiente propício para o aumento de mosquitos.

“É importante que a população redobre os cuidados, mantendo as piscinas limpas, caixas d’água fechadas, evitar pratos de plantas nos vasos, calhas limpas e niveladas, sempre lavar os potes dos animais de estimação, todos devem fazer uma vistoria em suas casas, garagens, pátios e ajudar no combate”, disse a diretora Eliane Casatti.

Dicas de prevenção

  • Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda.
  • Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo.
  • Mantenha lixeiras tampadas.
  • Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água.
  • Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água.
  •  Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana.
  • Mantenha ralos fechados e desentupidos.
  • Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana.
  • Retire a água acumulada em lajes.
  • Limpe as calhas, evitando que galhos ou outros objetos não permitam o escoamento adequado da água.
  • Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada.
  • Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito.

A equipe atende denúncias feitas à Ouvidoria Municipal, pelos telefones (47) 3267-7024, 0800 644 3388, ou WhatsApp (47) 99982-1979.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -